Resumo Trabalho

A IMPORTÂNCIA DA FOTOGRAFIA NOS LIVROS DIDÁTICOS DA REDE PÚBLICA DE PERNAMBUCO PARA O ESTUDO DO SEMIÁRIDO

MARCELO DOS SANTOS DIAS, LARISSA FURTADO LINS DOS SANTOS e orientado por DANIELLE GOMES DA SILVA e orientado por DANIELLE GOMES DA SILVA

Como as crianças e adolescentes veem o mundo em que vivem? Sua cidade, seu bairro e seu entorno? Como podemos aproximar eles da sua realidade utilizando tecnologia e linguagem visual? Vivemos uma transformação na educação, tal mudança foi proporcionada graças à tecnologia de forma geral, esse fato torna-se fácil de ser percebido ao analisarmos como as informações fluem com tamanha rapidez. Vivemos em um mundo globalizado, na era técnica-científica-informacional, na qual os espaços são diminuídos pelo tempo. O trabalho surgiu da inquietação por saber se os professores de Geografia da Rede Pública de Pernambuco, mais precisamente no EREM – Santos Dumont utilizam as fotografias existentes no Livro Didático como forma de facilitador do aprendizado dos alunos nos assuntos relacionados ao Semiárido. Meyer (2001) concluiu através de investigações, análises e pesquisas que os alunos podem aprender de forma mais profunda a partir de mensagens compostas por palavras e imagens, do que a partir de vários modos tradicionais de comunicação que envolva apenas palavras, que também possui seu valor, sendo até, em muitos casos, extremamente necessário. A fotografia aparece como um importante instrumento de auxílio no ensino da Geografia, até como utilização de fonte histórica, pois pode ajudar a ver a paisagem de uma outra maneira e ajudar o aluno a ver o mundo além da sala de aula. O uso das imagens geográficas na sala de aula deve ir além de apenas um recurso, deve ser pensado como pode apoiar o desenvolvimento do aluno. As imagens também podem ajudar a melhor compreensão de alguns conceitos geográficos, assim como problematizar os conteúdos, evitando apenas como ilustração do que foi passado pelo professor. A fotografia deve ser usada como agregador de conhecimento, não como resumo da aula. Pierre Monbeig (1957) aponta uma das grandes importâncias do ensino da Geografia é aquela que o aluno carrega, como por exemplo senso de realidade e sentimento de evolução. Também deixa claro que tais aspectos "não são apenas aquisição da inteligência, mas poderosos auxiliares que positivam as qualidades morais” (MONBEIG, P. 1957, p.12). O livro “Geografia contextos e redes” é o livro utilizado nas escolas da rede pública da cidade do Recife. O livro está de acordo com o PCN, porém e segue uma linha lógica para a compreensão e continuidade do estudo. Na elaboração deste artigo buscou-se fundamentar a importância da forma como as fotografias, referentes ao Semiárido são utilizadas no livro didático “Geografia Contextos E Redes” que faz parte do material disponível na EREM - Santos Dumont para tal será necessário realizar pesquisa empírica. A Geografia se apresenta como ciência de importância fundamental para o cotidiano, pois tem como um de seus objetivos – talvez até o principal – a análise do espaço, assim como toda a dinâmica e interação que ocorre nele.Além de um poderoso instrumento didático, a fotografia é algo, quase que, imprescindível para a real compreensão de diversos aspectos da geografia, e, apesar do livro ser bom para dar direções do estudo da Geografia, apresentar boas imagens, o semiárido brasileiro não foi contemplado como deveria.

Veja o artigo completo: PDF