Resumo Trabalho

ATIVIDADE PISCÍCOLA COMO UMA NOVA ALTERNATIVA SUSTENTÁVEL E ALIMENTAR NO SEMIÁRIDO PARAIBANO

ANA BEATRIZ NASCIMENTO DE MACEDO e orientado por MARISA DE OLIVEIRA APOLINÁRIO e orientado por MARISA DE OLIVEIRA APOLINÁRIO

Atualmente nos deparamos com doenças que atingem jovens e adultos como a obesidade, e com interesse em proporcionar uma vida mais saudável para a população, vem se buscando novos recursos como uma melhor alimentação e através disso temos o pescado como um alimento proteico de valor nutricional muito importante. Com isso, a inclusão do pescado na merenda escolar é uma forma de que desde cedo os alunos cresçam com hábitos saudáveis e que compartilhem isso com a comunidade. O presente trabalho teve por objetivo ressaltar a importância do consumo do pescado e da atividade piscícola como uma alternativa sustentável no semiárido paraibano, sendo assim é de máxima importância o levantamento de como essa atividade está distribuída e relacionada na comunidade. O presente trabalho contou com uma pesquisa, com cento e dez alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas do CES/UFCG, distribuídos entre os turnos diurno e noturno e respectivamente aos períodos letivos 2º, 4º, 6º e um período misto, onde alunos de diferentes períodos estudam a mesma cadeira. Eles responderam a um questionário com caráter quali-quantitativo. Obtivemos como resultado que 78,2% responderam que, sim, gostam de peixe; já 20% responderam que não gostam de peixe; e 1,8% não responderam a questão e foi questionado se eles sabem o beneficio do consumo do pescado e 71,8% afirmaram que conhecem o benefício do consumo do pescado; 13,6% afirmaram que não sabem; 12,7% responderam que talvez; e apenas 10,9% dos alunos justificaram suas respostas. Conclui-se que o pescado é pouco explorado faltando incentivo a fim de inclui-lo na dieta, assim gerando uma alimentação mais saudável e nutritiva.

Veja o artigo completo: PDF