Resumo Trabalho

AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS CATADORES NO SEMIÁRIDO PARAIBANO NA ÁREA DO LIXÃO DE PATOS, PARAÍBA.

LAIANNE DE SOUZA GUILHERME , PEDRO SILVA DOS SANTOS, MARIA RAQUEL BIZERRA DE FREITAS, JOSÉ LUCAS DOS SANTOS OLIVEIRA e orientado por EDEVALDO DA SILVA e orientado por EDEVALDO DA SILVA

Os catadores, são um grupo de pessoas que passam por dificuldades diárias afim de conseguir sua sobrevivência, e são pouco vistas em relação ao restante da sociedade devido possuir baixa remuneração. O objetivo desta pesquisa foi de avaliar os aspectos antropológicos e emocionais dos catadores de resíduos sólidos do semiárido de Patos, Paraíba. Foram entrevistados 18 catadores de resíduos sólidos da cidade de Patos, Paraíba, 8 trabalham diretamente no lixão, e 8 fazem parte de uma associação. A coleta de dados foi por meio da aplicação de um questionário constituído por 10 questões subjetivas. Os dados foram analisados de forma quantitativamente, e qualitativa. Os resultados reportaram que os catadores em sua maioria, (89,0%, n = 16), apresentam satisfação com o trabalho que realizam diariamente, 94,0% (n = 17) reportaram não sofrerem de nenhuma doença que dificulte o seu trabalho, (56,0%, n = 10) afirmaram que os esforços físicos lhe causam dores no corpo. Os entrevistados em sua unanimidade (100,0%, n = 18), reportaram não se sentirem excluídos pela sociedade, devido as suas condições de trabalho, e (94,0%, n = 17) relataram não sofrerem nenhum tipo de discriminação, 78,0% (n = 14) relataram possuir desejo de conseguir ter sua casa própria. Eles afirmaram serem satisfeitos com o seu trabalho, porém desejam ter melhores condições financeiras. A inclusão social desses trabalhadores é um bom recurso para melhorar a autoestima e uma visão de futuro ampla, dessa forma, a inserção da Educação Ambiental é fundamental para proporcionar uma postura crítica e reflexiva em toda a população a respeito da importância dos catadores de resíduos sólidos.

Veja o artigo completo: PDF