Resumo Trabalho

ANÁLISE DA EFICÁCIA DO CALIFÓRNIA MASTITIS TEST (CMT) COMO DETECTOR DA MASTITE SUBCLÍNICA EM CAPRINOS

TAYNÁ MOURA MATOS , CAMILA FERNANDES LEONÊZ, GARDÊNIA SILVANA DE OLIVEIRA RODRIGUES, FERNANDO DA COSTA FERNANDES e orientado por FRANCISCO MARLON CARNEIRO FEIJÓ e orientado por FRANCISCO MARLON CARNEIRO FEIJÓ

A mastite eu uma infecção da glândula mamaria que afeta caprinos, podendo causar prejuízos a produção leiteira, principalmente quando a doença se manifesta na sua forma silenciosa impossibilitando o diagnostico. A enfermidade causa serias alterações na qualidade do leite e também acarreta consequências a saudade animal, que na sua versão mais grave ocasiona a perda do teto do animal. Nesse contexto o objetivo do trabalho foi avaliar a validade preditiva do teste Califórnia Mastitis Test (CMT) como indicador de mastite subclínica em caprinos mediante a uma correlação do crescimento bacteriano. A pesquisa foi conduzida no período de março de 2015 até dezembro de 2016, em 21 propriedades localizadas em assentamentos. Foram selecionadas aleatoriamente fêmeas adultas e em lactação, em soma 132 cabras o que totalizou 264 amostras coletadas. A ordenha foi realizada durante o período da manhã no horário mais fresco possível, sendo coletada apenas uma vez, por ordenha manual, seguindo as orientações do manejo higiênico de ordenha. teste Califórnia Mastitis Test (CMT) como indicador da mastite subclínica e o cultivo bacteriano em placa, foi feita uma correlação entre os dois métodos o que mostrou se positiva, indicando que o CMT pode ser usado para identificar mastite, principalmente aqueles animais que estão saudáveis.

Veja o artigo completo: PDF