Resumo Trabalho

ARTICULAÇÃO TERRITORIAL: CONTAMINAÇÃO AMBIENTAL PELOS RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE, UM ESTUDO TEÓRICO

MARIA REGIDIANA DA CONCEIÇÃO e orientado por JORGE LUÍS DE OLIVEIRA PINTO FILHO e orientado por JORGE LUÍS DE OLIVEIRA PINTO FILHO

Diante das transformações que vêm ocorrendo no mundo atual, o estilo de vida humana consequentemente vem passando por mudanças, e em contrapartida impactando diretamente nas estruturas do ambiente que o cerca, dessa forma, tentando adequar tais espaços às suas necessidades e às exigências do próprio ser. Diante da preocupação, com a destinação dos Resíduos de Serviços de Saúde -RSS, o presente estudo se caracteriza por ser um ensaio teórico que objetiva, analisar as principais vertentes de contaminação ambiental causadas pelos resíduos de serviços de saúde; como detalhar através da classificação os tipos de resíduos de saúde, desde sua geração à destinação final, diferenciando as formas adequadas para destinação final dos RSS, focando na articulação territorial, segundo legislações pertinentes, mostrando assim os principais riscos inerentes ao ambiente e à saúde. A referida pesquisa objetivou responder a problemática a saber: Como se configura a articulação territorial para o Gerenciamento de RSS? Dessa forma esse ensaio teórico apresentou, à luz das literaturas existentes a definição, classificação e legislações pertinentes aos RSS, como forma de embasar as discussões sobre a temática em questão, haja vista a sensibilização das pessoas para a qualidade de vida humana e os impactos ambientais. É um estudo analítico-descritivo, utilizando como estratégia metodológica o levantamento documental em obras de maior relevância sobre a temática abordada, e a partir deste, sendo feita uma análise descritiva como forma de alcançar os objetivos propostos, dados esses coletados na Biblioteca Virtual em Saúde – BVS. Dessa maneira, observa-se a necessidade de uma ampla divulgação, bem como discussão sobre as questões que norteiam a gestão dos resíduos de serviço de saúde visando a minimização dos impactos deles decorrentes.

Veja o artigo completo: PDF