Resumo Trabalho

A ORDEM PATRIARCAL QUE SUBSISTE EM DETRIMENTO DO SER-MULHER

Autor(es): AYRANNE GARCIA DA SILVA, ILANA DRIELE MENDES DA CUNHA LIMA, JOSE CLOVIS DE MENEZES FILHO

Podemos notar na história que a mulher em muitos momentos foi subjugada por ser considerada inferior aos homens, consolidou-se, então, os preceitos de uma sociedade patriarcal, em que era comum a prática de violências físicas e psicológicas contra as mulheres. Na busca por mudanças emerge o movimento intitulado feminismo, tema bastante discutido atualmente tanto na vida acadêmica quanto no cotidiano. No entanto, mulheres continuam sendo oprimidas em várias situações, a exemplo, quando mulheres ocupam cargos de autoridade e, isso não altera hostilidades frequentes. Assim, sugerimos analisar: por que mulheres, apenas por seu gênero não são respeitadas em seu papel de autoridade (presidenta, juíza etc)? Com isso, desenvolvemos como o objetivo geral, que é realizar um estudo acerca das particularidades de tal violência contra a mulher. Nosso objetivo específico é fundamentar as razões de citada violência ser geralmente desconforme com a atualidade que busca proteção aos que foram durante muito tempo da história excluídos. Por seu turno, no sentido de viabilizar um suporte teórico que proporcione bases consistentes de análise, adotou-se o método dedutivo, além de constituir uma pesquisa bibliográfica, com o intuito de enriquecer o debate, por intermédio da leitura de artigos, publicações e livros relacionados ao tema; e documental, através de leis que abarcam a temática em questão. Sugerindo que a igualdade de gênero só se tornará uma realidade com mudanças de comportamento e, principalmente, mentalidade por meio da educação e ações preventivas.

Veja o artigo completo: PDF