Resumo Trabalho

ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL: REINTEGRANDO CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM UMA SOCIEDADE DE DIREITOS?

Autor(es): KALYNE FEITOSA DA SILVA e orientado por DRª TATIANA CRISTINA VASCONCELOS e orientado por DRª TATIANA CRISTINA VASCONCELOS

Nos anos 90 o Brasil caminhava para mudanças importantes referentes à luta pela efetivação de direitos e políticas públicas para crianças e adolescentes. Após a promulgação da Lei nº 8.069 do mesmo ano, criou-se o então esperado Estatuto da Criança e do Adolescente. As mesmas passariam a ser vistas e reconhecidas em sua totalidade gozando de todos os direitos fundamentais inerentes à pessoa humana. Com isso, houve mudanças significativas na história brasileira, porém, a luta não acabou, precisamos melhorar e avançar no fortalecimento desses direitos. Devemos sair da teoria e colocarmos na pratica para que os mesmos sejam consolidados de vez. Em virtude disto, este trabalho tem como objetivo levar para o meio acadêmico, reflexões que merecem ser debatidas em sala de aula e muitas vezes, são consideradas como assuntos irrelevantes ficando as margens da sociedade. Quando se fala em Acolhimento Institucional, poucas são as pessoas que sabem do que se tratam e paralelamente, abordar a importância da família, a importância do acompanhamento pedagógico e psicológico nas casas de acolhimento, que mudam a vida e o contexto de famílias, crianças e adolescentes. Fazendo uma ponte com a reintegração e inserção em uma sociedade de direitos das quais fazem parte.

Veja o artigo completo: PDF