Resumo Trabalho

LABORATÓRIO DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE – LAPICS NA UFRN E NO SUS DO RN: DO SONHO A REALIDADE

Autor(es): ANA TÂNIA LOPES SAMPAIO, KATIA BRANDÃO CAVALCANTI, JOSÉ RAMOS COELHO, GLACIA MARILLAC AZEVEDO DE MEDEIROS RONDON

O Tema das Práticas Integrativas Complementares -PIC na Atenção Primária da Saúde- APS está presente desde a Conferência Mundial de Alma-Ata, em 1978, realizada na URSS, onde a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconizou que 'Saúde para Todos' seria alcançada com a incorporação de práticas da medicina popular ou tradicional nos sistemas nacionais de saúde. O campo das Práticas Integrativas e Complementares (PIC) contempla sistemas médicos complexos e recursos terapêuticos, os quais são também denominados pela Organização Mundial de Saúde – OMS –de Medicina Tradicional e Complementar / Alternativa (MT/MCA). No Brasil essas práticas foram Institucionalizadas em 2006 a partir da Portaria GM nº 971 de 3 de maio de 2006 que define a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS mediante: inserção em todos os níveis de atenção, com ênfase na atenção básica/Estratégia Saúde da Família. No Rio Grande do Norte, em 2010, foi lançada a Política Estadual de Práticas Integrativas- PEPIC no SUS/RN através da Portaria 274/ GSS, de 27 de junho de 2011. Uma das diretrizes da PEPIC-RN foi a implantação De Serviço de Referencia em Práticas Integrativas e complementares. No dia 15 de maio de 2012, foi implantado nos espaços da Unidade Comunitária e Familiar (Anexo do Hospital Universitário Onofre Lopes - HUOL) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Este estudo relata uma pesquisa-Ação que teve como objetivo Avaliar a Implantação de Espaço que proporcione ações de atenção, ensino, pesquisa e extensão na área de PICS visando melhorar a qualidade de vida dos usuários do SUS do RN e servidores da UFRN. Os resultados do estudo mostram que os objetivos da pesquisa-Ação foram atingidos. Foi implantado o Laboratório de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde na UFRN, foram introduzidos protocolos na rotina de atendimentos das PICs, organizado ambientes humanescentes e harmonizadores com cromoterapia e musicoterapia ambiental, são nove projetos de extensão em andamento, em média 250 atendimentos por semana, pesquisas e inovações tecnológicas em PICS

Veja o artigo completo: PDF