Resumo Trabalho

REIKI NO CUIDADO DE USUÁRIOS DE SAÚDE MENTAL DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL CAPS –NAUAS: RELATOS DE EXPERIÊNCIAS INICIAIS DE IMPLEMENTAÇÃO AMBULATORIAL

Autor(es): XIMENA LUISA CATALÁN PAVEZ, ANA CRISTINA SALES DE MESSIAS

Introdução: O Reiki constitui um sistema de cura através da imposição das mãos. Age profundamente não somente nos sintomas, mas na causa destes. Aumenta a energia vital. Alguns estudos mostram que a técnica é efetiva no alívio de ansiedade, depressão e insônia. De acordo com a portaria Nº 849, de 27 de março de 2017 é regulamentado no Sistema Único de Saúde (SUS) na Política de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC). O CAPS NÁUAS integra o Reiki em suas atividades para usuários com implementação de ambulatório desde novembro de 2016. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência do atendimento Reiki ofertado no CAPS, situado em Cruzeiro do Sul-AC. A oferta de Reiki como cuidado em saúde iniciou em novembro de 2016, foi conduzido por uma profissional de nível superior, bacharel em farmácia, mestre em ciências da saúde, terapeuta mestre Reiki treinada previamente na perspectiva da PNPIC. Critérios de inclusão: jovens e adultos, a partir de 18 anos, com sintomas de ansiedade, depressão e insônia, que aceitaram participar de pelo menos uma sessão terapêutica e indicados pela equipe multidisciplinar da instituição. Foram excluídos aqueles com sintomatologia psicótica ou em crise. Resultados: Os atendimentos foram registrados nos prontuários dos usuários. No início da sessão foram orientados quanto à prática. Responderam um questionário, aplicado entre a 1a, 4a e 8a sessão, para medida dos parâmetros principais: ansiedade, depressão e insônia e complementares: medo, ideação suicida, fobia, afeto, raiva, indecisão, autoestima e alegria; os parâmetros foram classificados em intensidade: alto, médio, baixo e inexistente. Os participantes receberam aplicações de 30 minutos de técnicas do Sistema Usui Tradicional por terapeuta mestre Reiki. Permaneceram deitados sobre uma maca em decúbito dorsal e/ou ventral, em ambiente silencioso com temperatura e luminosidade controlada. A intervenção aplicada consistiu em imposição das duas mãos durante 3 minutos sobre os seguintes locais: cranial parietal, cranial frontal, garganta, tórax e umbilical. Após as sessões houveram relatos de sintomas como: formigamento nas mãos, vibrações no corpo e reações emocionais como choro, alegria ou tristeza e sensação de alívio. Foram observados diminuição dos sintomas de ansiedade, depressão e insônia. Observou-se também o aumento da responsabilidade pessoal no tratamento. Conclusões: A introdução da pratica Reiki se mostrou benéfica para os usuários como outra possibilidade de cuidado dentro da unidade. Este relato de experiência é a gênese de posteriores estudos que estão em andamento. Palavras-chaves: Procedimento terapêutico; Humanização da assistência; Atenção secundária a saúde; Saúde mental.

Veja o artigo completo: PDF