Resumo Trabalho

AURICULOTERAPIA NA ATENÇÃO BÁSICA

Autor(es): ADRIELLY ARAUJO DE OLIVEIRA, AMANDA TAYNÁ TAVARES DE FIGUEIREDO, MARCELLY ALPIANO ROCHA, ANA LUCIA DA SILVA LIRA e orientado por LILYBETHE FERNANDES DA SILVA3

No contexto da saúde pública no Brasil, em 2006, o Ministério da Saúde (MS) aprova a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC). A auriculoterapia é uma das técnicas utilizadas na MTC, tendo sido reconhecida por seus efeitos positivos em distúrbios físicos, psíquicos e mentais. Esse estudo apresenta uma pesquisa qualitativa baseado na sistematização de um relato de experiência, quanto ao uso da auriculoterapia no tratamento dos problemas de saúde de usuários na Unidade básica de Saúde (UBS) do distrito sanitário na cidade do Recife. Na experiência vivenciada empregou- se a auriculoterapia como tratamento principal ou coadjuvante em insônias, dores musculoesqueléticas e articulares: tendinites, artroses, bursites, lombalgias, e também na regularização sono/vigília. Os encontros aconteciam uma vez por semana e houve melhora da sintomatologia após a quarta aplicação da auriculoterapia com semente de mostarda em todos os sujeitos. Uma característica comum da maioria dos usuários é que não conheciam a auriculoterapia, alguns hesitavam no início com medo se iriam sentir dores durante a aplicação e outros desconfiavam do método. Outra vantagem da intervenção terapêutica com auriculoterapia são os efeitos colaterais mínimos, e custos relativamente baixos, além de ser facilmente aplicável em qualquer ambiente. Por isso tão importante sua divulgação no contexto da atenção básica. Apesar da política instituída há mais de 10 anos ainda percebe-se a escassez do uso terapêutico dessa técnica

Veja o artigo completo: PDF