Resumo Trabalho

A SAÚDE DO IDOSO E AS PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES

Autor(es): ELAYNY LOPES COSTA, ROBSON DOS ANJOS MATOS, FLÁVIA ROCHA BRITO, KEILA DOS ANJOS MATOS SILVA e orientado por ISMAR EDUARDO MARTINS FILHO

Objetivo: Sintetizar a produção do conhecimento relacionada à utilização das Práticas Integrativas e Complementares (PIC) na Saúde da Idoso. O estudo trata-se de uma revisão bibliográfica, que teve como questão norteadora: qual é a produção do conhecimento relacionada à utilização das PIC na Saúde da Idoso no período 2013 a 2017?. Para a coleta de dados utilizou-se a bases de dados BVS (Biblioteca Virtual de Saúde) e o PUBMED usando a combinação dos descritores (“Terapia Complementar” OR “Complementary Therapies” OR “Terapias Complementarias”) AND ("Saúde do Idoso” OR “Health of the Elderly” OR “Salud del Anciano” OR “Geriatria” OR “Geriatría” OR “Geriatrics”). Após os critérios de inclusão que foram artigos publicados entre 2013 e 2017, nos idiomas português, inglês e espanhol que estivem disponíveis na íntegra foram selecionados 24 artigos. Posteriormente realizada por etapas, a triagem dos títulos dos artigos, a avaliação dos resumos e a leitura e avaliação dos textos completos. Do total, 5 artigos foram analisados, sendo 4 na língua inglesa e 1 na língua portuguesa. De acordo com os estudos analisados, na presente revisão as evidências científicas do uso das PIC na Saúde do Idoso ainda são difundidas de forma moderada apesar que, na prática, são amplamente utilizadas tanto pelos idoso como pelos cuidadores, como possibilidades terapêuticas principalmente no tratamento do câncer, na constipação e nos cuidados paliativos. Logo, conclui-se que as PIC com seu pluralismo terapêutico são importantes nas patologias geriátricas visto que propiciam melhoras da qualidade de vida, na prevenção e tratamento de doenças e coloca o idoso como sujeito ativo no processo de saúde.

Veja o artigo completo: PDF