Resumo Trabalho

USO DE PSICOTERAPIA CLÍNICA (GESTALT TERAPIA) E PICS (REIKI, MTC, AYURVEDA) NO TRATAMENTO DE FIBROMIALGIA E ESPONDILITE ANQUILOSANTE (EA): ESTUDO DE CASO

Autor(es): JORGE DE OLIVEIRA GOMES, ALESSANDRA ARAÚJO DE SOUZA e orientado por JORGE DE OLIVEIRA GOMES

Neste trabalho faremos o relato de um Estudo de Caso de uma Paciente de quarenta e quatro (44) anos, do sexo feminino, que apresentava um quadro de sofrimento crônico. Tendo apresentado Hérnias discais na região cervical e lombossacra, além de Fibromialgia há aproximadamente 05 anos, com dor rebelde ao uso de várias medicações antiinflamatórias, relaxante muscular, gabapentina, pregabalina. Esse quadro se agravou principalmente após falecimento de ente querido, que a desestabilizou completamente, pois se manifestou um intenso estresse familiar, levando-a também à Depressão Grave. Evoluiu para o diagnostico também de Espondilite Anquilosante (EA). A mesma apresentou-se em nosso consultório a partir de indicações de que poderia obter resultados satisfatórios com nosso acompanhamento. Observa-se no relato do caso que, a partir do momento em que a Paciente decidiu buscar tanto o apoio espiritual quanto ao recurso ampliado da Psicoterapia Clínica (Gestalt Terapia e Ecopsicologia) somada ao uso das seguintes PICS (MTC, Reiki e Ayurveda), a mesma apresentou uma evolução no quadro álgico, com melhora progressiva e bastante significativa nas suas relações pessoais, consigo, com sua família e parentes. Assim, num período de 02 meses, observou-se uma melhora às vezes específica, as vezes difusa do quadro geral, com uma minimização da fadiga, melhora do humor, levando ao seu relato apresentado neste trabalho, de: “melhora na Qualidade de Vida como um todo, destaco a sensação de paz interior e de equilíbrio que sinto durante as sessões de Acupuntura, Reiki e Ventosas com evidente sensação de alívio da dor e de "leveza", sensação de "flutuar" ao término das sessões destas terapias, ressaltando que as dores em meus joelhos, que apresentavam uma forte intensidade não retornaram”. E no momento, com o que já foi alcançado, a mesma encontra-se esperançosa de, em breve, apresentar melhores resultados, em várias as áreas de sua vida: 1) Relacional: Maior esclarecimento para o marido e filhos quanto ao seu quadro (realizou-se sessões de Psicoterapia com todos os membros da Família), especialmente quanto a suas limitadas capacidades para resolver as questões do dia-a-dia. 2)Profissão: Também se encontra limitada com relação às suas atividades profissionais. É possível que tenha que se aposentar. 3) Psicoemocional: Vem se fortalecendo para aceitar seu quadro atual, com especial atenção ao que não pode fazer, por enquanto. 4) Saúde e Dores: Suas vivências com a Psicoterapia e as PICS estão lhe trazendo novo alento nesta dimensão. Durante as sessões consegue relaxar corpo e a mente e alivio nas dores. No momento ela está passando por uma desintoxicação dos corticóides, que ela já consumiu em grande quantidade, chegando ao momento atual, quando passou por diversas infiltrações que não lhe trouxeram alívio nas dores. Seus médicos estão retirando drasticamente essa medicação e a paciente está passando por uma Crise de Abstinência, que tem sido suavizada com a utilização das PICS com dois atendimentos semanais. Entendemos que as PICS sempre estiveram presentes nas culturas humanas. Esperamos, com este trabalho, contribuir para uma discussão sobre o uso das PICS em quadros complexos, agudos e crônicos, medicamentosos.

Veja o artigo completo: PDF