Resumo Trabalho

OFICINA TERAPÊUTICA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Autor(es): KILMA CUNHA DE BARROS, MÔNICA ROCHA RODRIGUES ALVES, RANIÊR SANTOS DE LIMA, ROMEIKA BARBOZA CARTAXO PIRES DE SÁ e orientado por ANTÔNIA OLIVEIRA SILVA

Este trabalho tem por finalidade apresentar uma experiência executada no Centro de Práticas Integrativas “Equilíbrio do Ser” da Prefeitura Municipal de João Pessoa, com a contação de histórias, por meio de sequências didáticas, lúdicas e também parlendas. Para isso está sendo realizadas uma vez por semana atividades pedagógicas que intermediam a contação de história, com o foco em dois pontos históricos da cidade de João Pessoa. Intercalando estas histórias com experiência que abrangem as histórias pessoais da infância de cada componente do grupo; envolvendo e conduzindo os participantes para um processo de reflexão no sentido de sua vida. Os temas envolvendo o aspecto histórico e a cultura popular (parlendas) com os “ditos populares” desta comunidade participante é trazido cotidianamente em nossos encontros como eixo mobilizador de interesse. A contação de histórias foi escolhida por ter relevância cultural, social e psicológica, uma vez que tratam de questões étnicas e emocionais que podem auxiliar os participantes a ressignificarem suas histórias de vida, a partir do imaginário estabelecido numa linha de tempo passado e presente, real e criado. E foi objetivando a criticidade perante o conhecimento científico, histórico e o autoconhecimento, que nos propomos a conduzi-los ao processo de resiliência. Esta oficina terapêutica tem uma estrutura de grupo fechado, com atividades dinâmicas sequenciadas e interligadas. Existe um processo preparatório para a introdução da contação de histórias. A oficina está sendo desenvolvida num período de nove meses, tendo ocorrido seu início em abril de 2017 com término em dezembro do mesmo ano. O número de pessoas envolvendo essa atividade consta de 18 participantes com idade entre 35 a 74 anos de ambos os sexos. Como produto/resultado da oficina terapêutica está sendo construído um tapete de histórias e um painel de parlendas desenhadas, escritas e pintadas em tecido pelos componentes do grupo. Defendemos com isso, que além de estimular os participantes com jogos cooperativos e teatrais eles adquirem uma noção básica de como realizar uma contação de história de forma artística, bem como identificar o perfil do público que irá realizar a contação, tornando-se íntimo da história, da montagem, sistematização dos métodos de abordagens e construção da história a ser contada. Palavras chaves: contação de histórias, oficina terapêutica, sentido da vida.

Veja o artigo completo: PDF