Resumo Trabalho

CUIDADO ALÉM DA BIOMEDICINA: PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES PARA PACIENTES E ACOMPANHANTES DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DA UNIVASF (HU-UNIVASF)

Autor(es): CAMILA MAHARA DIAS DAMASCENO, TEREZA ROBERTA CASTRO RODRIGUES e orientado por ALEXANDRE FRANCA BARRETO

No Brasil, o sistema público de saúde com seu modelo de atenção centrado na doença tem sido alvo de críticas. O hospital foi vislumbrado como centro para a prática de assistência desse modelo, espaço para investigação, tratamento e experimentação de novas técnicas, tendo a atuação médica centrada na observação do paciente no leito. O modelo biomédico ou medicina convencional, sistema dominante de saúde no país, valoriza a doença, utilização de medicamentos, alta tecnologia, especialização e promoveu a fragmentação do saber, induzindo os profissionais a visualizarem apenas partes especificas do sujeito. Esse modelo, não atendendo à necessidade de grande parte da população, induz a procura de outras alternativas terapêuticas. Assim, evidencia-se a importância das Práticas Integrativas e Complementares na promoção da saúde, melhor qualidade de vida e tratamento de doenças, por possibilitar alternativas que visem a integralidade do cuidado, sem fragmentar o ser humano, evidenciando o sujeito na sua individualidade, articulando todos os fatores envolvidos no desequilíbrio do processo saúde-doença. Dentro desse contexto, identificando a necessidade de possibilitar um cuidado mais amplo para indivíduos presentes em um ambiente hostil como o hospital, foi desenvolvido um projeto de extensão no Hospital Universitário da Universidade Federal do Vale do São Francisco (HU-UNIVASF) intitulado “Cuidado além da biomedicina: Práticas Integrativas e Complementares para pacientes e acompanhantes do HU-UNIVASF, que objetivou Promover, através de Práticas Integrativas e Complementares, melhora no processo saúde-doença dos pacientes internados no HU-UNIVASF e seus acompanhantes. Inicialmente, foram firmadas parcerias com instituições e profissionais que atuam na área de PIC’s que voluntariamente se disponibilizaram em participar das atividades propostas. Os voluntários ministraram cursos de formação, com teoria e prática, para profissionais do HU-UNIVASF e alunos da UNIVASF interessados. Foi estipulado um total de 20 horas para a parte prática do curso, que foi realizada no HU-UNIVASF para pacientes e seus acompanhantes, sendo requisito para obtenção do certificado do curso. Foram realizados cursos de auriculoterapia, yoga, biblioterapia e reiki. No total, foram atendidas 350 pessoas, dentre pacientes e acompanhantes do HU-UNIVASF. Os pacientes e seus acompanhantes, envolvidos nas práticas de PIC’s, evidenciaram a importância de atividades como essas para melhorar o estado de saúde, demonstrando, através de depoimentos, a satisfação ao participar dos encontros realizados.

Veja o artigo completo: PDF