Resumo Trabalho

BRINQUEDOTERAPIA: UMA PRÁTICA APLICADA A PEDIATRIA ONCOLÓGICA

Autor(es): VINICIUS COSTA MAIA MONTEIRO , ILZA IRIS DOS SANTOS, JESSYKALINE FERREIRA DE CARVALHO, NEWTON CHAVES NOBRE e orientado por ARTHUR DYEGO DE MORAIS TORRES

O câncer infantil é uma doença crônica que demanda um tratamento longo e invasivo uma vez que a situação desencadeia uma série de novas e desagradáveis sensações provocando alterações no desenvolvimento físico, motor, social, psicológico e emocional da criança instigando a ciência a pensar em novas possibilidades de tratamentos diferenciados e menos dolorosos nessa faixa etária. A perspectiva da utilização do brinquedo é a de servir como meio de comunicação entre os profissionais e a criança e detectar a singularidade de cada uma, aceitação ao tratamento e promover interações entre clientes, profissionais e familiares, a brinquedoteca surge como um espaço alternativo para garantir o acesso da criança ao brincar. Dessa forma objetivou-se avaliar o uso dos brinquedos como terapia eficaz no tratamento do câncer infantil na perspectiva da assistência dos profissionais de saúde frente à percepção da criança e da família envolvidas no processo. Tratou-se de uma revisão sistemática da literatura, promovendo a interação dos mais diferentes pontos de vista acerca da temática. Diante da realidade encontrada foi possível identificar o quão o brinquedo terapêutico tem um significado positivo no tratamento das crianças com câncer, sendo esse fator entendido tanto pelos pais ou acompanhantes das crianças, como também por elas (crianças) no que diz respeito à compreensão científica desse processo.

Veja o artigo completo: PDF