Resumo Trabalho

PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES COMO ESTRATÉGIA DE REORIENTAÇÃO DO MODELO DE ATENÇÃO À SAÚDE: REVISÃO

Autor(es): ERIKA BARBOSA LEAL DA SILVA, ELIEUDES ALVES TETÉ DOS SANTOS, TAÍS DE JESUS QUEIROZ e orientado por WANESSA DA SILVA GOMES

Introdução: O setor saúde vive uma crise na forma de se produzir saúde não sendo consideradas as determinações do processo saúde-doença. Com isso, mostra-se de extrema importância pensar novas modelagens assistenciais. Nesta perspectiva, as práticas integrativas e complementares em saúde (PICS) possuem grande potencial. Metodologia: Trata-se de um estudo de caráter descritivo, com enfoque em revisão sistemática de literatura. Critério de elegibilidade: práticas integrativas e complementares e a reorientação do modelo de atenção à saúde. Critério de exclusão: artigos não publicados entre 2010 a 2017 e que não fossem do idioma Português. Resultados e Discussão: A adoção de tecnologia eficazes, de baixa densidade, e que requerem menores recursos para sua implantação e desenvolvimento cumprem um papel importante no cenário das políticas públicas na saúde. Conclusão: As PICS apresentam-se como uma estratégia reorientadora do modelo de atenção à saúde por entender os indivíduos em sua integralidade e na busca pela equidade em saúde.

Veja o artigo completo: PDF