Resumo Trabalho

DO VENTRE A MORTE

Autor(es): MARIA JOSÉ DE OLIVEIRA NUNES, ELIETE MACHADO DA SILVA

Entende-se que educação é algo de valor inestimável no processo existencial do ser humano. Ela é a ponte da sabedoria, o meio, a direção que conduz o educando a despertar em SI condições de enxergar o mundo, as pessoas, o outro e, sobretudo recuperar a dignidade da pessoa, ensinando-a a viver nas suas relações de mundo de maneira humanamente. O homem diante de um sistema que valoriza muito o TER e o APARECER perpassa em si a diversidade de violências que se faz tão presente no seu habitat, e de maneira específica trata-se do educando que vivencia em seu núcleo familiar, comunidade e na extensão social. Assim, este educando se sente afetado demonstrando insegurança, insipiência e o desequilíbrio emocional na sua relação consigo mesmo e com o outro no seu espaço escolar. Nesse contexto, a violência e a desumanização generalizada vêm atingindo o homem, a natureza e o universo. Cabe acreditar veemente no papel da educação que torna possível resgatar a tendência de ser humano. Para isso, o Ensino Fundamental dos Anos Iniciais trabalha os conteúdos com competência, precisão e credicidade, utilizando da sabedoria que habita no corpo humano e de forma especifica se manifesta no educando ajudando a construir a sua personalidade e posteriormente dando rumo a sua significação no mundo em que vive. Partindo desse princípio, urge o olhar da inquietude concernente a manifestação comportamental do educando no estabelecimento de ensino da Escola Municipal Professora Malvina Cosme. Todavia, a educação media o conhecimento e as possibilidades de tornar o educando idôneo de se conhecer, valorizar-se e empreender com seriedade e honestidade o caminho da sua própria realização. E no acesso a educação é que o ser humano pode se redimensionar enxergando a vida como a maior dádiva da criação, procurando se interagir com a natureza como parte e protagonista do cuidar significativamente da sua crise ecologicamente existencial. Portanto, viver humanamente está no saber projetar o caminho que deseja trilhar, seguindo com saberes, sabedoria e responsabilidade diante do consumismo humano e superficialidade sobre o sentido da vida. Dessa forma, a metodologia vivencial humanescente venha favorecer o educando no ensino aprendizagem a compreender e defender a vida, assumindo como tarefa e projeto de liberdade de se conhecer como ser humano capaz de despertar em SI próprio uma nova consciência.

Veja o artigo completo: PDF