Resumo Trabalho

BENEFÍCIOS DA MUSICOTERAPIA PARA PACIENTES EM TRATAMENTO QUIMIOTERÁPICO

Autor(es): REBECA BRUNA LIMA NASCIMENTO DE ANDR, JULIANA PEREIRA DE LIMA DA ROCHA, CRISTOFFOM SOARES DAMASIO LEMOS e orientado por KAROLINA DE MOURA MANSO DA ROCHA

Introdução: a quimioterapia (QT) é uma das maiores opções para o tratamento do câncer, assegurando a sobrevida do paciente e uma possível qualidade de vida do mesmo, contudo junto ao tratamento estão os efeitos fisiológicos, físicos e emocionais que a QT acarreta ao paciente. Assim, algumas medidas de conforto no momento da QT são: a presença de um familiar, livros, celular com jogos e a musicoterapia proporcionam ao paciente oncológico sensações de bem-estar (BERGOLD, ALVIM, 2011). Assim, Questiona-se: Quais os efeitos da musicoterapia na qualidade de vida de pacientes oncológicos? O presente estudo tem como objetivo identificar na literatura cientifica os benefícios da musicoterapia para pacientes em tratamento quimioterápico. Metodologia: Revisão narrativa da literatura, realizado nas bases de dados Lilacs e BDENF-Enfermagem. Utilizando os descritores: Quimioterapia, Musicoterapia e Enfermagem, foram encontrados 11 artigos, dos quais 03 foram selecionados. Os critérios de inclusão: textos completos e gratuitos, em português, entre 2010 a 2017. Já os de exclusão: textos em resumos, outros idiomas, período de publicação inferior e que não abordassem a temática. Resultados: a prática de terapias complementares em grupos por pacientes em tratamento, auxiliam a melhora da sensação de dor e aflição que os atinge após sessões cansativas da QT. Músicas com harmonias e melodias mais calmas com volume reduzido relacionadas a natureza, proporcionando efeitos de relaxamento e reduzindo a ansiedade e a agitação. O êxito do tratamento complementar depende do prazer despertado pela terapia, melhora o debito cardíaco, frequência respiratória e controla a pressão sanguínea, redução da fadiga, causando uma sensação de conforto. O paciente é capaz de sair de toda turbulência que o aflige diante de sua doença (BERGOLD, ALVIM, 2011). Conclusão: a música eleva sua grande potência de distração diante de suas angustias, causa um efeito de mudança de foco do paciente. É um importante aliado para o alivio do estresse do estimulo da comunicação e melhora do humor. Ampliando a qualidade de vida do paciente oncológico. Referência: BERGOLD, L. B; ALVIM, N. A. Influência dos encontros musicais no processo terapêutico de sistemas familiares na quimioterapia. Texto contexto enfermagem. v. 20, p. 108-16, 2011. Acesso em: 23/08/2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-07072011000500014 Palavras-chaves: quimioterapia, enfermagem e musicoterapia

Veja o artigo completo: PDF