Resumo Trabalho

A AUTO-REFLEXÃO SOBRE O PROCESSO DE APRENDIZAGEM DO COMPONENTE HACA 50- RACIONALIDADES EM SAÚDE: SISTEMAS MÉDICOS E PRÁTICAS ALTERNATIVAS, UFBA

Autor(es): JARBAS CARNEIRO MOTA, ANAMÉLIA LINS E SILVA FRANCO, RAVENALLA OLIVEIRA PINHO e orientado por ANAMÉLIA LINS E SILVA FRANCO

O componente curricular HACA50: Racionalidades em Saúde: Sistemas Médicos e Práticas Alternativas da Universidade Federal da Bahia é um componente optativo oferecido inicialmente para os estudantes do Bacharelado Interdisciplinar em Saúde desde 2009 e que ao longo desse período se tornou optativo para muitos cursos da área de saúde da Universidade. Ao longo dos anos reflexões sobre esse componente tem se aprofundado. Diante de um universo de componentes que todos apresentam conteúdos fundamentados no mecanicismo, no elementarismo e no determinismo biológico principalmente, como ser coerente com o conteúdo que discute racionalidades e práticas holistas e vitalistas. Diante do exposto, consideramos que uma alternativa para aproximação e acompanhamento das reflexões ao longo do componente curricular HACA 50 foi a proposição de questões nas avaliações individuais que possibilitação a construção de uma narrativa sobre o processo em curso. O objetivo desse estudo é analisar as respostas apresentadas pelos estudantes em duas avaliações consecutivas. A análise foi realizada a partir das respostas que foram transcritas para um arquivo digital, estas foram lidas diversas vezes buscando identificar núcleos de análise. Os núcleos de analise identificados foram: (i) ampliação de conhecimento, (ii) identificação/revisão de pre-conceitos, (iii) reflexões sobre atuação profissional futura. A partir destes três núcleos estão sendo analisadas as respostas em busca de aprofundar as narrativas dos estudantes. Os estudantes reconhecem que o componente tem sido uma oportunidade de ampliação de conhecimentos. Estes conhecimentos entram em confronto com outros componentes e com as próprias histórias de vida. Entre as questões o tema do componente tem se relacionado a pré-conceitos. São vários os aspectos que se relacionam a pre-conceitos como a hegemonia da biomedicina, a desvalorização do saber popular. As reflexões dos componentes provocam revisões do passado, do presente e do futuro quando os estudantes pensam em como serão enquanto profissionais a partir do contato com os temas discutidos. O que não conseguimos ver entre as respostas foi uma visão distinta dos valores e propostas deste componente com relação aos outros dos cursos de origem dos estudantes. A análise que estamos realizando ainda será aprofundada, entretanto já são norteadoras de novas ações que devemos programar.

Veja o artigo completo: PDF