Resumo Trabalho

USO DE MATRICARIA CHAMOMILLA NA ANSIEDADE, UMA ABORDAGEM INTEGRATIVA SEGURA.

Autor(es): LETÍCIA MIRELLE VIEIRA LIMA, BRUNA BARBOSA MAIA DA SILVA, JOANA SABRINA ALENCAR PEIXOTO, CAMILA SOARES DE ARAUJO e orientado por FRANCINALVA DANTAS DE MEDEIROS

Distúrbios de ansiedades estão entre as condições de saúde mentais mais comuns que são caracterizados por preocupação excessiva, persistente e é bastante prevalente no sexo feminino. Embora existam terapias medicamentosas consolidadas, estas apresentam inconvenientes, como reações adversas e risco de desenvolvimento de dependência, por conta disso, os pacientes acabam adotando abordagens integrativas seguras para o tratamento da ansiedade, como o uso de plantas medicinais, onde se destaca a Matricaria chamomilla L., popularmente conhecida como camomila, nomeada pelo seu efeito calmante e relaxante. Tendo em vista essa perspectiva, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a eficácia da M. chamomilla na redução de sintomas do transtorno de ansiedade. Para isso foi realizada uma revisão de literatura, em que foram encontrados 223 artigos, sendo selecionados 21, foram utilizadas as bases de dados Science direct, Pubmed e Periódicos Capes, usando os descritores anxiety, matricaria e chamomilla, os quais foram cruzados com o operador booleano AND. Foi observado que essa erva é usada como ansiolítico e possui eficácia para esse transtorno, posto que, vários de seus metabólitos secundários que são da classe dos flavonoides, tem atividade biológica. Entre as substâncias isoladas a partir dessa planta destaca-se o flavonoide, apigenina que apresenta correlação com a atividade ansiolítica e sedativa. Nos estudos que identificaram esse constituinte, observou-se afinidade aos receptores de benzodiazepinas e redução da ação do ácido F-amino-bútirico. Outro ponto abordado na maioria dos artigos foi a comparação entre o emprego de placebo e preparações a base de M. chamomilla, observando nos extratos de camomila tolerabilidade e eficácia superior ao placebo, tudo isso comprovado através de ensaios clínicos. E quanto a eventos adversos dessa terapia, o extrato se apresentou sem efeitos significativos, mesmo com doses elevadas. Então, conclui-se que o extrato da M. chamomilla possui ação frente aos distúrbios, sendo atribuído a presença de flavonoides, no qual um único constituinte teve destaque com sua atividade ansiolítica. A M. chamomilla apresentou maior efetividade e duração do efeito quando comparado ao placebo, o que promove confiabilidade aos pacientes para o tratamento da ansiedade. Outro ponto foi a não significância dos efeitos adversos, o que avalia como positivo o uso. Com isso, é aprovado que essa terapia é uma abordagem complementar de total segurança.

Veja o artigo completo: PDF