Resumo Trabalho

FITOTERAPIA NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA; EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO RESGASTE E PROMOÇÃO DE SAÚDE COM PLANTAS MEDICINAIS.

Autor(es): ALESSANDRO GUEDES, SHEILA TATIANA KOPSCH MOYSES

As plantas medicinais sempre estiveram presentes e com grande importância na cultura na medicina e na alimentação das sociedades no mundo. E as populações através de seus curadores e do autocuidado, acumularam experiências e vasto conhecimento a seu respeito. Nas últimas décadas os avanços científicos e sua divulgação, incentivaram a monocultura do saber cientifico nas práticas profissionais de saúde, que descredibilizaram em grande medida outros saberes e práticas circulantes nas sociedades. E principalmente na fitoterapia esses saberes foram considerados apenas fonte empírica para expansão das verdades tecnológicas cientificas, atreladas ao desenvolvimento industrial e á necessidade de mercado e busca de novas patentes. A partir da necessidade em discutir o do uso das plantas medicinais surgiu o projeto de extensão Fitoterapia na Sociedade Contemporânea (PROFISC), com foco de unir o conhecimento popular, com o conhecimento cientifico, valorizando as diretrizes da educação popular, fazendo com que haja maior integração entre sociedade, universidade e o sistema de saúde (SUS). Este projeto busca ampliar a discussão do uso das plantas medicinais na comunidade, facilitar o acesso as informações sobre o uso correto de medicamentos e plantas medicinais aos usuários e profissionais da saúde, resgatar e preservar os conhecimentos populares, buscar a ampliação do uso de plantas medicinais e fitoterápicos no SUS com base nas políticas nacionais. As atividades são desenvolvidas por meio de encontros quinzenais na forma de rodas de conversas, envolvendo discussão informações sobre o uso correto de plantas medicinais e cuidados de saúde, oficinas, viagem de estudos, interação pelas redes sociais grupo de WhatsApp, participação em eventos, e atividades de manutenção da Horta Medicinal implantada no Ambulatório Geral Mario Jorge Vieira, no bairro Fortaleza Blumenau/SC. Nas rodas de conversas já foram discutidas, apresentadas, compartilhadas mudas de mais de 120 plantas, sendo 45 presentes na Horta. Entre as oficinas destacam-se a oficina de xarope de Mikania glomerata e Lippia alba demanda da pediatra e profissionais da unidade de saúde, do sal temperado com ervas como orégano, salsa, alecrim e manjericão, relacionado a campanha de combate a hipertensão onde se discutiu os benefícios das ervas e a diminuição do consumo de sal para a hipertensão. Foi possível também a produção de repelente de citronela e cravo da índia e discussão sobre prevenção da dengue e Zica vírus. A partir do projeto foi possível oferecer uma oficina de cuidados e práticas integrativas (Auriculoterapia, Fitoterapia, Aromaterapia, Alimentação saudável) para os usuários e parte da equipe da unidade para a sensibilização destes para as práticas integrativas. O projeto PROFISC, tem criado espaços de discussão sobre a fitoterapia e promovendo a sensibilização sobre as práticas integrativas e complementares. Além de fornecer orientação aos profissionais e usuários seus familiares ou cuidadores, sobre o uso das plantas medicinais e fitoterápicos, resgatando e propiciando melhor aproveitamento desta área em vários aspectos da promoção e recuperação da saúde.

Veja o artigo completo: PDF