Resumo Trabalho

HIBISCUS SABDARIFFA L. – ATIVIDADES BIOLÓGICAS E TERAPÊUTICAS: UMA REVISÃO

Autor(es): MATHEUS MERSON DE ARAÚJO SILVA, LUANA SAYURI OKAMURA, MARIA DAS GRAÇAS MORAIS DE MEDEIROS, FERNANDO EMANUEL DE SOUSA FERREIRA e orientado por FRANCINALVA DANTAS DE MEDEIROS

Hibiscus sabdariffa L. é uma espécie vegetal da família Malvaceae, oriunda da África Oriental, foi introduzido no Brasil por meio do tráfico negreiro, podendo ser encontrada atualmente em quase todos os estados do país. Estudos sobre este vegetal comprovam uma gama de atividades biológicas e terapêuticas, fazendo com que as indústrias do ramo alimentício e farmacêutico tenham um grande interesse, por apresentar uma acentuada possibilidade desta planta ser utilizada como matéria prima para a elaboração de corantes para alimentos e fabricação de produtos farmacêuticos, nesse contexto, o objetivo do presente trabalho foi, elucidar as atividades biológicas e terapêuticas presentes no extrato de Hibiscus sabda¬riffa L. Para isso, foi realizada uma revisão bibliográfica, a partir das bases de dados Science Direct, Scielo, PubMed, Periódicos capes, onde foram encontrados 50 manuscritos, dos quais foram selecionados 25 artigos no período de 1990 a 2017. Os extratos etanólico e aquaso do Hibiscus sabdariffa, apresentaram uma gama de atividades biológicas e terapêuticas como antioxidante que ajuda no combate a radicais livres, hepatoprotectora que age reprimindo o dano celular e o estresse oxidativo, anti-obesidade que ajuda na redução do sobre peso, anti-hipertensiva reduzindo as pressões sistólica e diastólica, diminuindo a frequência cardíaca, antipirética reduzindo a febre induzida em ratos, anti-inflamatória inibindo substâncias como interleucinas (IL), interferons e fator de necrose tumoral alfa (TNF-α), antibacteriana inibindo o crescimento do Staphylococcus aureus resistente à meticilina, Klebsiella Pneumoniae, Pseudomonas aeruginosa e Acinetobacter baumannii, antiparasitária contra espécies de Campylobacter (Campylobacter jejuni, Campylobacter Coli e Campylobacter fetus). Foi, então, observado que os extratos de H. Sabdariffa possuem uma ampla quantidade atividades biológicas como terapêuticas, além de varias aplicações na saúde tradicional e potencialmente novos alvos terapeuticos relacionados a tais usos, possibilitando perspectivas promissoras para uma gama de interesses e aplicações, bem como potenciais alegações de saúde, incentivando estudos futuros.

Veja o artigo completo: PDF