Resumo Trabalho

A DIMENSÃO RELIGIOSA DOS IDOSOS COM DOENÇA RENAL CRÔNICA E SUA RELAÇÃO COM A QUALIDADE DE VIDA

Autor(es): CALÍOPE PILGER e orientado por LUCIANA KUSUMOTA

: A religiosidade possuiu papel importante para o paciente que possui doença renal crônica e necessita realizar hemodiálise, visto que, este constructo mostra-se relacionado com a melhora da interação médico-paciente, da QV e do enfrentamento da doença, devendo ser considerados pelos profissionais que assistem esses pacientes. Objetivo: Analisar a relação entre a religiosidade e a QV dos idosos que realizam tratamento hemodialítico. Material e Métodos: Trata-se de um estudo transversal, exploratório, com abordagem quantitativa. Os participantes do estudo foram idosos que realizavam hemodiálise nas cinco Unidades de Diálise do município de Ribeirão Preto – SP. Foram incluídos 169 idosos. A técnica utilizada para coletar os dados foi a entrevista, com aplicação de um questionário sociodemográfico, o índice de religiosidade de Duke e o WHOQOL- bref para avaliar a qualidade de vida. Utilizou-se de análises descritivas e coeficiente de correlação de Pearson para apresentar os resultados. Resultados: Com relação a religiosidade 54,4% dos idosos possuíam alta RO, 83,4% alta RNO e 90% alta RI. A média global de QV do WHOQOL bref de 64,0 e os maiores escores dos domínios do WHOQOL bref, foram o psicológico e relações sociais (66,8). Houve significância estatística para a associação entre a medida da QV global dos idosos, com o religiosidade Organizacional e Intrínseca dos idosos. Considerações Finais: Pode-se perceber que a QV dos idosos em hemodiálise possui relação com a religiosidade dos idosos que realizavam hemodiálise, e ainda, que a dimensão religiosa está presente na vida dos pacientes. Percebe-se então, que os profissionais necessitam inserir na sua rotina de trabalho este cuidado espiritual e a valorização das crenças religiosas e espirituais dos pacientes, para que assim possam atingir e atender a todas as necessidades dos mesmos, e prestar uma assistência integral, pautada no respeito, humanização, qualidade, resolutividade e eficiência.

Veja o artigo completo: PDF