Resumo Trabalho

NÍVEIS DE EVIDÊNCIA DA INTERVENÇÃO: TOQUE TERAPÊUTICO (NIC) – REVISÃO BIBLIOGRÁFICA

Autor(es): CAMILA DE SOUZA CARNEIRO, ANA CRISTINA DE SÁ

Introdução: O toque de cura e o toque terapêutico (TT) são terapias complementares utilizadas por enfermeiros, pois promove a redução de desequilíbrios energéticos proporcionando bem-estar aos receptores e também pode auxiliar na cura de muitas doenças. Objetivo: Identificar na literatura pesquisas que descrevam as atividades da intervenção Toque Terapêutico da Classificação das Intervenções de Enfermagem NIC, bem como seus níveis de evidências científicas. Método: Trata-se de uma revisão integrativa baseada nos modelo Whittemore e Kanafl (2005) sistematizada nas etapas: Identificação da questão norteadora: Há evidências científicas na literatura das atividades descritas na intervenção NIC Toque Terapêutico?; busca nas bases de dados PubMed, LILACS e SciELO com os descritores DeCS “toque terapêutico”, “enfermagem”, “terapias holísticas” e “assistência de enfermagem”; categorização dos artigos por 2 pesquisadores que incluíram os artigos na íntegra dos últimos 5 anos em inglês, espanhol e português e que descreviam as atividades da intervenção TT (NIC) e excluídos artigos que relacionavam esta prática com religião; avaliação dos estudos incluídos na revisão integrativa segundo o grau de recomendação e nível de evidência dos estudos segundo Oxford Centre for Evidence-Based Medicine (2006); Interpretação dos resultados que foram analisados sob a luz da teoria do Cuidado Humano de Jean Watson e síntese do conhecimento evidenciado nos artigos analisados ou apresentados na revisão integrativa. Resultados: Foram encontrados 2947 estudos, 179 selecionados pelo título, 68 duplicados, 61 excluído pelo resumo por não se adequarem ao tema desta pesquisa, 50 avaliados na íntegra e destes apenas 39 artigos foram incluído. Identificou-se 11 estudos quase-experimentais, 11 estudos de revisão narrativa, 3 estudos de revisão integrativa, 3 estudos controlados randomizados, 3 estudos randomizados, 1 estudo caso controle, 1 revisão sistemática, 1 revisão sistemática de estudos randomizados controlados, 3 estudos transversais, 1 estudo descritivo, 1 estudo de caso. Categorizou-se os artigos segundo Oxford (2006): 15 (38,4%) artigos com nível de evidência 5 e grau de recomendação D, 11 (n=28,2%) artigos com nível de evidência 2b e grau de recomendação A, 8 (n=20,5%) artigos com nível de evidência 1B e grau de recomendação A, 1 (2,56 %) artigo com nível de evidência 3B e grau recomendação B, 1 (2,56 %) artigo com nível 5 e grau de recomendação A, 1 (2,56 %) artigo com nível de evidência 1 A e grau de recomendação A, 1 (2,56 %) artigo com nível de evidência 4 e grau de recomendação C, 1 (2,56 %) artigo com nível de evidência 3A e grau de recomendação B. Conclusão: Necessita-se de pesquisas das terapias integrativas e complementares que utilizem as taxonomias NANDA-NOC-NIC e assim aprimorá-las, bem como, pesquisas de efetividade fundamentadas em teorias humanísticas, universalistas e transpessoais.

Veja o artigo completo: PDF