Resumo Trabalho

“A MELODIA DAS EMOÇÕES”: AS REPERCUSSÕES DA MÚSICA NA SAÚDE

Autor(es): ÁLEF LUCAS DANTAS DE ARAÚJO SILVA, JOÃO PAULO FRANCO DE AZEVEDO, RITA DE CÁSSIA ARAÚJO, AURELIANO MIGUEL DA SILVA NETO e orientado por ALYNNE MENDONÇA SARAIVA NAGASHIMA

Devido às inúmeras modificações que ocorreram na saúde mental durante toda a história, diversificadas técnicas e recursos terapêuticos vêm sendo integrados nos cuidados aos indivíduos em sofrimento mental. Nesse âmbito, as práticas integrativas e complementares se destacam em relação ao cuidado à saúde mental pois pode gerar resultados muito significativos quando são empregadas. Entre essas práticas, destaca-se a música, que vem ganhando espaço nos serviços de saúde, principalmente nos Centros de Atenção Psicossocial, promovendo humanização e melhorando a qualidade de vida dos usuários. Nessa perspectiva, o presente estudo tem como principal objetivo revelar a influência da música na saúde mental a partir da percepção dos profissionais do CAPS I da cidade de Picuí-PB. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, o qual utilizou-se entrevistas semiestruturadas relacionadas à influência da música na saúde mental, gravadas com o auxílio de um aparelho eletrônico. A análise de dados seguiu os critérios da interpretação do tema, fundamentada ao referencial teórico, assim como os objetivos. Na análise do material empírico foi observado que os profissionais acreditam no potencial da música em exercer modificações comportamentais, atuando diretamente nas emoções, proporcionando o resgate da autoestima dos usuários, como também um cuidado mais ampliado. Ao longo da pesquisa, conclui-se a necessidade de existir uma maior divulgação das práticas complementares nos serviços de saúde ofertados, pois como se evidencia nos resultados, a música é uma ferramenta terapêutica no cuidado de pessoas em sofrimento mental, auxiliando nas interações pessoais, criação de vínculos entre o profissional e o usuário, e assim otimizando o trabalho e a assistência prestada pela equipe.

Veja o artigo completo: PDF