Resumo Trabalho

PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES NO CONTEXTO DA SAÚDE OCUPACIONAL NO MUNICÍPIO DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE, CEARÁ

Autor(es): JOSÉ EDMILSON SILVA GOMES

As Práticas Integrativas e Complementares incentiva a inserção e fortalecimento na Atenção Primária à Saúde por meio da terapêutica simples, depende menos do cientificismo duro e rígido, sendo menos cara e acessível a todas as classes sociais. Nesse contexto, há uma aproximação e justificativa que surge enquanto proposta de cuidado para os profissionais que trabalham nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Este trabalho tem como objetivo apresentar as Práticas Integrativas e Complementares (PICs) no contexto da Saúde Ocupacional no município de São Gonçalo do Amarante, Ceará. Para a metodologia deste estudo foi utilizado o relato de experiência do autor a partir das vivências no processo de territorialização, atividades coletivas e, principalmente, como foco deste estudo os atendimentos individuais nas UBS com trabalho de Saúde Ocupacional concomitantemente com as PICs pelo Programa de Residência Integrada em Saúde da Escola de Saúde Pública do Ceará com ênfase em Saúde da Família e Comunidade. Esta pesquisa ocorreu entre o período de abril de 2017 a agosto de 2017 no município de São Gonçalo do Amarante, Ceará, seguindo os preceitos éticos. Verificou-se em análise sistematizada os relatos dos serviços ofertados nas UBS inicialmente com as Agentes Comunitárias de Saúde a partir dos atendimentos com Práticas Corporais, Manuais e Meditativas, Ventosaterapia e Auriculoterapia. Como resultado as PICs foram um produto significativo de inserção na Atenção Primária à Saúde no contexto integral, além do respaldo cultural, social e bibliográfico para reforçar a evidencia científica e inovação para os profissionais de saúde como forma de aproximação e ampliação do acesso à saúde. Em virtude do proposto e respondendo o objetivo geral desta pesquisa considera-se que as PICs apresentaram potencialidades de acesso no âmbito da Saúde Ocupacional trazendo ampliação do serviço como uma nova perspectiva de cuidado.

Veja o artigo completo: PDF