Resumo Trabalho

MUSICOTERAPIA: O CANTO COMO BENEFÍCIO PARA UMA VIDA ATIVA COM IDOSOS

Autor(es): ZIUNA DA COSTA CIRNE

Conhecendo a importância e os benefícios da música desde a pré-história e sabendo que até 2025 o Brasil será o sexto país do mundo com o maior número de pessoas idosas, sentiu-se a necessidade de estudar e ressaltar as contribuições que a musicoterapia pode proporcionar a idosos interessados em manter e desenvolver o seu potencial humano de forma ativa, através de pesquisas teóricas e também nas questões práticas e técnicas de sua aplicação. A musicoterapia atua nas funções cognitivas contribuindo diretamente para um envelhecimento ativo, proporcionando aos idosos um contato com o seu poder criativo, potencialidades, memórias e histórias de vida, fortalecendo sua identidade e autoestima. A pesquisa objetiva compreender de de que forma se poderia alcançar a população de idosos a partir dos benefícios que a musicoterapia pode proporcionar através do canto, da música e seus elementos: ritmo, melodia e harmonia. Na experiência musicoterápica em exame, os idosos são encorajados a participar de diferentes momentos na sessão de musicoterapia. Cantando, criando, improvisando, resgatando momentos vividos e compartilhando alegrias. A experiência é desenvolvida por uma musicoterapeuta e uma fonoaudióloga que juntas promovem atividades de linguagem, cognição, socialização e memória, ressaltando técnicas de respiração, aquecimento vocal, canções e ritmo das canções emergidas no grupo e relaxamento. Esse trabalho se dá no Espaço BuscaVida - Cuidados Gerontológicos, localizado em Recife - PE. Conclui-se que a musicoterapia contribui para a abertura de canais de comunicação através de um processo sonoro musical, que entra em contato com a história de vida dos pacientes ajudando a elaborar conteúdos verbais, estruturar e reformular conhecimentos, manter preservadas suas funções cognitivas e atuar na perspectiva de um processo salutogênico, a partir da percepção das potencialidades do paciente.

Veja o artigo completo: PDF