Resumo Trabalho

PAULA CAROLAYNE CABRAL DO LIVRAMENTO, KYMBERLI FRANCISCA DE SOUZA, DOUGLAS SALGADO DA SILVA, KILMA DA SILVA LIMA VIANA e orientado por SANDERSON HUDSON DA SILVA MALTA e orientado por SANDERSON HUDSON DA SILVA MALTA

A Química é uma disciplina vista com grande dificuldade por muitos estudantes do ensino médio. Muitos estudantes reclamam do nível de abstração dessa disciplina, com isso o alunado tem a dificuldade em sua aprovação em vestibulares e principalmente no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio),. Consequentemente, os alunos têm maiores dificuldades em resolver as questões aplicadas no Enem, uma vez que estas são extensas e têm contexto interdisciplinar, envolvendo muitas áreas do conhecimento.O objetivo é sanar as dúvidas desses estudantes em relação ao conteúdo de ácido, base e escala de PH que é cobrado no ENEM por aulas com resoluções de questões ministradas por alunas que estão cursando a licenciatura em química do IFPE ). Foi realizada uma aula com 4 turmas de 3º ano de 2 escolas de referência em ensino médio, onde uma é a Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Austro Costa em Limoeiro – PE e a outra em Tracunhaém – PE na EREM Doutor Walfredo Luiz Pessoa de Melo buscando o melhor rendimento dos estudantes no ENEM e na resolução das questões.Os dados foram obtidos a partir das análises de testes de sondagens aplicados as turmas de 3º ano do ensino médio em três turmas da escola EREM – Austro Costa (Limoeiro/PE) totalizando 112 alunos e uma turma da escola EREM – Doutor Walfredo Luiz Pessoa de Melo (Tracunhaém/PE) com 48 alunos referente ao número de acertos da Questão 1 que abordou os conceitos de ácidos, bases e escala de PH. Comparando os resultados do teste de sondagem com as aulas ministradas fica evidente que a aula ministrada concomitantemente com a teoria, contextualização e resolução de questões ajudaram na assimilação de teoria além de despertar a curiosidade, interesse e aumentar a facilidade dos estudantes em resolver os problemas no Enem. Desta forma, esta metodologia de ensino deveria ser aplicada sempre que possível, por estimular a participação mais ativa dos estudantes.

Veja o artigo completo: PDF