Resumo Trabalho

CLEONICE DOS SANTOS LIMA, ANTONIO MARCOS BORGES CÂMARA, NIEDJA MARIA AZEVEDO DE FARIAS BARRÊTO, PAULO FERNANDO DOS SANTOS

O profissional da educação vivencia todos os dias práticas educacionais significativas na vida dos alunos e tudo que acontece na escola tem origem em diferentes concepções teóricas e metodológicas que permeiam a administração ou gestão escolar. Discutir a administração ou gestão escolar nos leva à discussão acerca do conceito de administração em geral e, também, a compreender a história da gestão, pois as transformações econômicas tecnológicas, bem como os princípios, funções e maneira de gerir interferem nas práticas sociais e educacionais. O modo como é selecionado o gestor escolar tem, portanto, um relevante papel, na medida em que este promoverá o alcance de objetivos e interesses com os quais estará comprometido. Nesse sentido esse trabalho objetiva identificar a forma de provimento do gestor escolar que predomina nas Escolas Estaduais de doze municípios que abrangem a microrregião do Curimataú Ocidental e Seridó Oriental paraibano. O trabalho tratou-se de uma pesquisa de abordagem quanti-qualitativa e de natureza aplicada, onde, quanto aos objetivos apresenta-se como exploratória. Os resultados mostraram que 90,4 % das Escolas Estaduais que compõem a 4ª Gerência Regional de Ensino paraibano ocorrem por indicação política. Percebemos que os pesquisadores mostram que a indicação política não é o meio mais coerente para escolha do gestor escolar e que das formas de provimento a gestão democrática apresenta-se como a mais aceita, onde a mesma não é certeza de democratização, mas é uma premissa para se desenvolver a democracia na escola, porém infelizmente a indicação ainda continua porque permanece uma persistência no Brasil em não democratizar o procedimento de política escolar e educacional.

Veja o artigo completo: PDF