Resumo Trabalho

MARCELO RICARDO BEZERRA DE MIRANDA

O desafio do ensino na atualidade é grande e requer do docente o desprendimento de sua prática habitual, de maneira a levá-lo a uma constante mudança. Nesse estudo é lançada a questão sobre a diferença entre as aulas participativas frente às tradicionais aulas expositivas, isso baseado no uso de meios que favoreçam a avaliação entre esses dois modelos e possam apontar aquele mais significativo. Como recurso didático foi escolhido à modalidade de jogos, por esse favorecer a ludicidade da prática pedagógica e ser mais atraente para os jovens. A história da utilização desse recurso na formação de jovens remonta às antigas civilizações e até os dias atuais continuam no imaginário e cotidiano de crianças e adolescentes, situação que nos motivou para a escolha dessa estratégia e da certeza de não estranhamento. A construção do Jogo de Trilha sobre o tema de “Escala do Tempo Geológico” e depois dos “Domínios Morfoclimáticos Brasileiros” resultou da possibilidade de transpor um conhecimento considerado complexo pelos estudantes em algo agradável e acessível. O resultado obtido foi entusiasmante e estimulou o desenvolvimento de competências ligadas à cognição, afeição, socialização, motivação e criatividade por parte dos estudantes, além de apreensão sobre conhecimentos específicos sobre esses temas. Os estudantes consideraram a nova estratégia didática mais dinâmica e que facilitou a aprendizagem, confirmada na avaliação da unidade que apresentou aumento do desempenho referente aos temas abordados nos jogos. Finalmente, a experiência obtida foi estimulante e influenciará na produção de novos recursos ligados aos jogos ou dessa natureza no futuro, visando garantir o cumprimento do papel docente em promover aprendizagens significativas para nossos estudantes.

Veja o artigo completo: PDF