Resumo Trabalho

A DIFICULDADE NO APRENDIZADO: O CASO DA DISLEXIA

MARIA DAS DORES DAVI RODRIGUES, THAYS FELIPE DAVID DE OLIVEIRA, JOELLUCIA LEITE DA SILVA

O presente estudo tem como objetivo geral analisar a visão dos professores da educação infantil sobre a dislexia, e por objetivos específicos os seguintes: compreender a dislexia e suas características gerais; analisar o nível de conhecimento dos professores sobre a dislexia e suas repercussões no desenvolvimento infantil e analisar as repercussões do conhecimento docente sobre a dislexia na sua prática pedagógica. Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, sendo composto de revisão bibliográfica sobre o tema e de uma pesquisa de campo. A pesquisa de campo foi realizada em um Centro de Referência em Educação Infantil (CREI), na cidade de João Pessoa e os sujeitos foram cinco professores da educação infantil, do respectivo CREI. Foi utilizado um questionário estruturado com algumas questões iniciais para obter dados que permitissem construir um perfil dos entrevistados, além de seis (6) questões mistas, ou seja, objetivas e subjetivas, portanto, com possibilidades de múltiplas escolhas, mas seguidas de complemento explicativo. A análise de cunho qualitativo foi complementada por exposição gráfica e estatística dos dados. E os resultados revelaram que a maioria dos professores constroem uma visão negativa sobre a dislexia por falta de conhecimento e isso implica em posturas e práticas desfavoráveis à inclusão desse aluno. Portanto, é importante que os professores da educação infantil reflitam sobre a necessidade da construção de novos conhecimentos, para mediar uma aprendizagem significativa para os alunos disléxicos, pois a ausência de conhecimentos sobre o tema pode limitar as intervenções pedagógicas. Neste sentido, também fica claro que o domínio de saberes sobre a dislexia pode contribuir de forma positiva na atuação docente frente ao processo de aprendizagem do aluno disléxico.

Veja o artigo completo: PDF