Resumo Trabalho

CASSIANO AUGUSTO OLIVEIRA DA SILVA e orientado por FABRÍCIO POSSEBON e orientado por FABRÍCIO POSSEBON

A educação emocional desenvolve função primordial na formação dos indivíduos e na construção de relações sociais equilibradas e saudáveis. As emoções devem ser entendidas como reações que possuímos mediante informações que recebemos, é claro, surgida a partir das relações que estabelecemos com nosso entorno. A emoção aparece a partir de um estímulo inicial interno ou externo. Esta, portanto, integra um domínio de ações nas quais nos movemos, permeando, influenciando e interferindo diretamente nas relações humanas. Dentre todas as emoções, o amor é aquela capaz de estruturar o social, é a emoção que possibilita o processo de hominização. Amar é abrir um espaço de interações recorrentes com o outro, na qual este outro possui presença legítima, sem exigências. “Quando negamos o amor, sofremos e sem amor o homem desintegra e morre”. O amor é a energia vital que permite a manutenção da vida. Sendo assim, resolvemos escolher a pessoa de Jesus de Nazaré, devido à influência de seu discurso na constituição de indivíduos, quer sejam crentes ou não crentes, e compreender a competência emocional de Jesus de Nazaré em sua práxis como educador de emoções. A opção metodológica foi uma pesquisa de cunho qualitativo. E o resultado é justamente poder observar em Jesus de Nazaré uma habilidade emocional capaz de implicar na habilidade de perceber e valorar com exatidão a emoção; na habilidade para acessar e ou gerar sentimentos quando esses facilitam o pensamento; na habilidade para compreender a emoção e o conhecimento emocional e; na habilidade para regular as emoções que promovem o crescimento emocional e intelectual.

Veja o artigo completo: PDF