Resumo Trabalho

MANOELA DE SANTANA E SILVA e orientado por REBECA LINS SIMÕES DE OLIVEIRA e orientado por REBECA LINS SIMÕES DE OLIVEIRA

RESUMO Considerando que as relações de gênero são muito frequentes na sociedade e tendo a escola como um ambiente que proporciona a formação dos sujeitos. Pretendemos com este artigo, destacar a relevância da discussão no contexto escolar, especificamente na aula de Língua Portuguesa acerca das relações de gênero. Enfatizando ser a prática discursiva uma das formas de reprodução das relações de gênero, discorremos nosso estudo pela vertente da Análise Crítica do Discurso, pautando-nos teoricamente em Fairclough (2001) que apresenta um modelo tridimensional do discurso enquanto texto, prática discursiva e prática social. Tivemos como base os Parâmetros Curriculares Nacionais - Temas Transversais (1998), as reflexões de Scott (1995), Louro (1997), Bourdieu (2012) que discutem relações de gênero social em diferentes perspectivas, além dos estudos de Marcuschi (2002) em relação ao conceito de gênero textual. No entanto, com base nos PCN’s objetivamos demonstrar que temas de caráter sociais podem ser abordados nas disciplinas convencionais do currículo escolar relacionando-os aos objetivos da disciplina de forma que contribua para o desenvolvimento intelectual e crítico do aluno. Assim, aplicamos na Escola de Referência Ginásio Pernambucano, na turma de 1º ano do Ensino Médio, duas aulas de Língua Portuguesa, intencionando discutir a representatividade e desigualdade de gênero a partir de uma música, contemplando os procedimentos de leitura, interpretação e construção de sentidos. Dessa forma, nosso trabalho pode proporcionar reflexões aos pesquisadores e professores da área sobre a relevância da discussão acerca das relações de gênero na escola, visto que, possibilita a expansão do conhecimento e a formação crítica e cidadã do aluno.

Veja o artigo completo: PDF