Resumo Trabalho

LILIANE PINHEIRO DE SOUSA, TAMIRES DOS RAMOS LIRA e orientado por DR. LUCIANO LEAL DE MORAESSALES e orientado por DR. LUCIANO LEAL DE MORAESSALES

O domínio do conteúdo é indispensável para a efetivação do ensino, contudo é insuficiente para a efetivação do processo de ensino/aprendizagem, principalmente ao considerarmos que o avanço tecnológico aumentou o acesso a informação e consequentemente alterou a maneira das pessoas se relacionarem, de aprenderem e de ensinarem. Neste contexto, é evidente a necessidade de haver uma mudança na forma como esse conhecimento vem sendo propagado. A elaboração de aulas mais dinâmicas que possibilitem a socialização, bem como facilitem a aprendizagem, surgem como uma nova barreira a ser vencida na escola. Tomando essa necessidade de mudança, foi elaborado um estudo tendo como objeto de pesquisa a concepção dos principais interessados no assunto. Esta pesquisa foi desenvolvida na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Constantino Vieira, localizada na cidade de Cajazeiras-PB, com 18 alunos do 3º ano do Ensino Médio, a qual teve como objetivo avaliar a interferência das novas ferramentas educacionais no processo de ensino/aprendizagem. Os dados foram coletados por meio de um questionário com perguntas abertas e a amostragem foi por tipicidade. Desta forma, trata-se de trabalho descritivo, aplicado, bibliográfico e do ponto de vista de abordagem como uma pesquisa qualitativa. Os resultados obtidos mostraram que os discentes acreditam que o uso de metodologias diferenciadas, como jogos e tecnologia, tornam as aulas mais dinâmicas e ajudam na aquisição de conhecimento. Para tanto, pode-se concluir que os ganhos relacionados ao aprendizado no âmbito de novas metodologias trazem resultados positivos não só para os educandos, mas para a escola como um todo, visto que promovem o aprendizado contínuo e diferenciado.

Veja o artigo completo: PDF