Resumo Trabalho

ÉDLA KEROLLAYNE TAVARES DA SILVA e orientado por ADLENE SILVA ARANTES e orientado por ADLENE SILVA ARANTES

Com as mudanças do século XX o Brasil passa pela transição de uma sociedade oligárquica para urbano-industrial. Assim, sente-se a necessidade de repensar a educação nacional com a finalidade de diminuir os males sociais. A partir dessa reflexão sobre a reorganização da educação nacional, temos a popularização dos ideais eugênicos e sua crescente influência nas reformas educacionais brasileiras. Deste modo, baseando-se no conceito de representações sociais de Chartier e nos pressupostos da História Cultural, o presente artigo faz um levantamento das representações sociais de educadores e intelectuais sobre educação, higiene e eugenia presentes no Boletim de Eugenia e nas Actas e trabalhos do Primeiro Congresso Brasileiro de Eugenia. Busca ainda realizar uma rápida introdução de como se aplicou o ideal eugênico na Reforma Educacional Carneiro Leão (1929). Analisando os documentos já citados, é possível perceber que a educação deixa de se preocupar apenas com o psicológico do estudante, passando a levar em consideração também os fatores constitucionais ou biológicos do mesmo.

Veja o artigo completo: PDF