Resumo Trabalho

JAMMERSON YURI DA SILVA, JARCIARA LUIZA DE OLIVEIRA e orientado por CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR e orientado por CARLOS NECO DA SILVA JUNIOR

A prática de contar histórias é uma ação muito antiga utilizada por povos antepassados como ferramenta de transmissão e compartilhamento de sua identidade e cultura. A prática da “contação de histórias” tem como convite aos envolvidos adentrarem ao mundo da imaginação, e por isso tem sido recuperada e valorizada em várias escolas e pela sociedade através de projetos de estímulo a leitura. O presente trabalho aborda o tema da Contação de Histórias e a Construção de Recursos Didáticos em uma Ação Extensiva; cujo objetivo era propor formação continuada para professoras da rede municipal de Caiçara do Norte/RN como exercício de extensão do Programa Trilhas Potiguares edição 2017 da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Esse trabalho foi desenvolvido sob a perspectiva da pesquisa-ação, tendo a pesquisa bibliográfica como instrumento para uma revisão teórica visando a intercessão entre os temas “contação” de história, criação de recursos didáticos e prática extensiva. Para isso, realizamos um diálogo com pesquisas realizadas por Freire (2006), Rocha (2012), Souza (2007) e outros autores. Entre as reflexões que aqui foram embutidas destaca-se o papel do professor que é peça fundamental no processo de ensino, uma vez que é ele o mediador do conhecimento e que sua formação continuada se faz necessário diante de sua realidade de atuação. A partir dessas leituras e vivência concluímos que o uso da estratégia da “contação de histórias” e criação de recursos didáticos possibilitam o fortalecimento intelectual, crítico e criativo dos envolvidos em suas múltiplas aprendizagens. Portanto é necessária a valorização das narrativas orais no contexto escolar de forma criativa e interativa.

Veja o artigo completo: PDF