Resumo Trabalho

BARBARA MARIA CASUSA GOUVEIA e orientado por RYTA DE KASSYA MOTTA DE AVELAR SOUSA e orientado por RYTA DE KASSYA MOTTA DE AVELAR SOUSA

O presente trabalho, intitulado de “A Alfabetização Científica e as Atividades Investigativas" teve o objetivo de compreender como pode acontecer a alfabetização científica a partir de atividades investigativas (experimentos) com alunos do 3º ano do Ensino Fundamental I, numa escola pública do município de Recife. No decorrer do estudo foi utilizado o termo alfabetização científica, partindo dos estudos realizados por Sasseron e Carvalho (2008), trazendo ainda os indicadores da alfabetização científica, que são citados pelas mesmas autoras. São levantadas, ainda, discussões acerca da importância do ensino de ciências nos anos iniciais de escolarização. Em seguida, realizamos um debate sobre o significado da alfabetização científica e sua ligação com experimentos em sala de aula. Por fim, dissertamos sobre a alfabetização científica no ensino fundamental I, destacando a importância de levar o aluno a ser questionador, pesquisador, participante ativo da sua aprendizagem. Dessa forma, pesquisamos autores como: Lorenzetti (2000), Oliveira e Carvalho (2005), Sasseron e Carvalho (2008), Lorenzetti e Delizoicov (2001), Giordan (1997), Santos (2007), dentre outros. Os resultados do estudo mostram que as produções escritas realizadas pelos alunos apresentam alguns indícios do desenvolvimento da alfabetização científica, porém, mesmo tendo se utilizado de alguns indicadores da alfabetização científica, percebemos que as produções escritas pelos alunos ainda trazem afirmações simples, não se aprofundando diante dos temas trazidos pelos experimentos. Conclui-se, portanto, que os alunos apresentam alguns indícios de alfabetização científica, porém o ensino de Ciências precisa de atividades mais frequentes dentro da perspectiva da alfabetização científica através de experimentos, trazendo um novo olhar às aulas de Ciências.

Veja o artigo completo: PDF