Resumo Trabalho

VALÉRIA CRISTINA DE ANDRADE BARROS e orientado por MARLA FREIRE SMITH e orientado por MARLA FREIRE SMITH

A pesquisa analisou o Programa Chapéu de Palha Pescador na Colônia de pescadores Z-10 em Itapissuma Pernambuco Brasil, se esse programa colaborou para uma mudança de vida nas Marisqueiras/Pescadoras associadas a essa Colônia que participaram de todas as versões e em especial a última de 2015 promovida pela Secretaria de Educação de Pernambuco, foram entrevistadas: Marisqueiras/Pescadoras, professora da versão 2015 e a Socióloga Rural da Secretaria da Mulher do estado de Pernambuco imprescindíveis para entender a dinâmica do programa e as oficinas que aconteceram: de gênero, cidadania, artesanto. A referida pesquisa foi de cunho qualitativo e configura um estudo de caso, segue uma corrente de epistemologia do trabalho ciêntífico que é o materialismo histórico-dialético, utilizou como instrumentos de coletas de dados entrevistas semi estruturadas. Objetivo Geral: Analisar como a metodologia desenvolvida no Programa Chapéu de Palha Pescador na perspectiva da Educação Popular enquanto estratégia para construção da sua identidade feminina e o exercício da cidadania das Marisqueiras/Pescadoras de Itapissuma/Pernambuco/Brasil. Objetivos específicos: Descrever e analisar o Programa Chapéu de Palha Pescador e sua importância como instrumento de consolidação de Políticas Públicas Educativas e emancipatórias voltadas para as comunidades pesqueiras; - estabelecer relações entre a proposta dos Círculos de Educação e Cultura para o processo de consolidação da cidadania e a inserção no mercado de trabalho das mulheres Marisqueiras/Pescadoras- Analisar o processo de construção de identidade e cidadania, articulados pelas oficinas desenvolvidas pelo Programa Chapéu de Palha Pescador nas mulheres Marisqueiras/Pescadoras de Itapissuma/PE. A conclusão da pesquisa sinalizou uma inclusão maior de Marisqueiras/Pescadoras que ainda não foram contempladas garantindo mais conhecimentos para as mesmas e nas próximas versões do Programa várias sugestões de oficinas ligadas ao trabalho da pesca artesanal como: conserto de motor de baiteiras e manutenção de barcos, um trabalho de alfabetização e uma continuidade do Programa Chapéu de Palha Pescador na comunidade. Construção de um espaço para a comercialização dos produtos dessas mulheres, políticas públicas para o combate da poluição no Canal de Santa Cruz.

Veja o artigo completo: PDF