Resumo Trabalho

A AFETIVIDADE NO PROCESSO DE ENSINO/APRENDIZAGEM NA UNIVERSIDADE

ERIKA LETICIA DE ALMEIDA SILVA, MARIA ANDREZA DO NASCIMENTO, DÉBORA RAQUEL ARAÚJO SILVA e orientado por PROF. MA. ANA CARLA DE AZEVEDO SILVA e orientado por PROF. MA. ANA CARLA DE AZEVEDO SILVA

O presente trabalho tem por temática a relação do professor/aluno no processo de ensino aprendizagem na Universidade, mais especificamente em relação à afetividade e tem por objetivo refletir acerca desse componente durante a formação do sujeito. Entendemos que é a partir da ligação que se estabelece entre aluno e professor que o processo de compreensão e apreensão acontece de forma mais prazerosa e efetiva, em qualquer nível de ensino. Esta pesquisa se caracteriza como bibliográfica, pois dialogaremos sobre a temática com base nos estudos de Freire (1996); (1987) que fala sobre a importância do diálogo e de uma pedagogia mais autônoma e Marchand (1985) que aborda sobre a importância da afetividade do educador, e DIAS & ROSIN (2012) entendendo a afetividade como imprescindível para a apreensão do conhecimento. Percebemos que o vínculo que se forma a partir das relações entre o docente e o discente constrói uma base saudável para a formação intelectual, social, emotiva do aluno. Sem esse vínculo a aprendizagem fica lacunar, sem propósito e sem o mesmo valor que teria se houvesse uma relação mais amistosa em sala de aula. Acreditamos que este estudo irá contribuir para compreendermos a importância da afetividade para uma boa relação entre professor/aluno na Universidade, bem como refletir sobre as práticas pedagógicas dos professores Universitários. Ainda pudemos perceber o quanto a aprendizagem é afetada pela demonstração de afetividade que mestre e aluno dispensam mutuamente em sala de aula, não só no ensino para crianças como também na Universidade. Independente se ser criança ou adulto existe claramente a necessidade de respeito e carinho em sala de aula.

Veja o artigo completo: PDF