Resumo Trabalho

A SUBLIMAÇÃO DO DESEJO HOMOERÓTICO NO CONTO “PÍLADES E ORESTE”, DE MACHADO DE ASSIS, E NA CANÇÃO “AMOR MARGINAL”, DE JHONNY HOOKER: ENSINO DE LITERATURA EM PERSPECTIVA.

Autor(es): LEANDRO RODRIGUES DE SOUZA AZEVEDO, CALINE DANTAS DA SILVA AZEVEDO

Resumo: Nas últimas décadas, temos assistido um avanço nos discursos que problematizam desejos homoeróticos e a literatura não fica de fora dessas abordagens. Pensando nisto, incumbi- refletir como as literaturas homoeróticas podem/são abordadas em sala de aula. Por esta razão, o presente trabalho pretende analisar a representação do desejo homoerótico no conto Pílades e Orestes (1906), de Machado de Assis, e a canção Amor Marginal (2012), interpretada pelo cantor pernambucano Jhonny Hooker, além de estabelecer um diálogo intersemiótico entre ambos. À luz da teoria de noções de Leitura, Literatura e Interdisciplinaridade, de Martins (2006), além dos pressupostos teóricos de Roxo & Moura (2012) e Rodrigues (2003), acreditamos que a análise dialógica do conto com a música pode promover discussões em sala de aula que priorize uma leitura de construção e reconstrução de sentidos no texto literário, já que as músicas “imitam consciente ou inconscientemente os estilos literários”, (RODRIGUES, 2003, p.13). Pretendemos com este trabalho, além da discussão comparativa entre o conto e canção, desenvolver e fornecer sugestões didáticas a fim contribuirmos com um ensino de literatura comprometido com os preceitos teórico-metodológicos dos documentos oficiais (OCEM, 2006; Referenciais Curriculares para o Ensino Médio da Paraíba, 2007) e do letramento literário (COSSON, 2009; 2014).

Veja o artigo completo: PDF