Resumo Trabalho

DO MATRIARCALISMO AO PATRIARCALISMO: FORMAS DE CONTROLE E OPRESSÃO DAS MULHERES

VINICIUS DA SILVA, JOSIRENE CANDIDO LONDERO

O estudo pretende estabelecer uma comparação entre os períodos do Matriarcado e do Patriarcado nas sociedades, evidenciando a inversão dos papéis, já que no primeiro período da História, o domínio era feminino e, na segunda fase, verificou-se o subjugo delas em função do empoderamento deles, mais precisamente, a partir da Idade Média, com os poderes conferidos pela Igreja aos homens em relação às mulheres. A chamada Caça às bruxas foi o mais repugnante período da História, já que a própria Igreja permitia e patrocinava sessões de torturas às mulheres, por conta de uma possível ligação com o demônio. O presente estudo apresenta os resultados de pesquisa qualitativa, orientada pelo método dedutivo e baseada na revisão bibliográfica sobre a temática. Os resultados obtidos conferem com a proposta do estudo, concluindo-se que as sociedades somente deixaram de ter orientação matriarcal, em função da necessidade da força física para a guerra e para a agricultura, maior nos homens, bem como quando eles perceberam sua importância na procriação, o que conduziu à imposição masculina, à supremacia perante as mulheres.

Veja o artigo completo: PDF