Resumo Trabalho

HOMOAFETIVIDADE NO CONTO ‘TERÇA-FEIRA GORDA’ DE CAIO FERNANDO ABREU

Autor(es): ROSEMBERGH DA SILVA ALVES e orientado por PROFªDRªVILANI MARIA DE PÁDUA

Este artigo é resultado de uma pesquisa do Núcleo de Pesquisa e Iniciação Científica (NUPIC), desenvolvida no curso de graduação em Letras da Faculdade Frassinetti do Recife (FAFIRE), e visa problematizar, por meio da análise de ‘Terça-feira gorda’, questões de repressão e poder, homoerotismo, homoafetividade e homofobia através da violência física e moral que ocorrem no conto, publicados na coletânea Morangos mofados. Demonstrando assim, por meio da perspectiva queer como Caio Fernando Abreu utiliza elementos da literatura gay contemporânea para problematizar e refletir sobre os indivíduos homoeróticos e homoafetivos. Nesta perspectiva, ‘Terça-feira gorda’ denuncia um lado hipócrita, conservador e repressor da sociedade, em que o “mofo” é o elemento degradante que demonstra o caráter opressor, intolerante e violento do contexto social. No entanto, não nos propomos esgotar o tema, mas apresentar uma contribuição de leitura por meio de abordagens da teoria queer da obra em foco, diante de tantas outras leituras, que foram feitas sobre a questão do homoerotismo e da homoafetividade como temáticas, nas obras do escritor, em especial no conto que contemplamos no corpus desta pesquisa.

Veja o artigo completo: PDF