Resumo Trabalho

ENTRE DEVIRES, CONEXÕES E FEMINISMOS

DAYANE NASCIMENTO SOBREIRA

RESUMO: As mulheres, historicamente invisibilizadas, como traz a escritora inglesa Virginia Woolf (1990) foram responsáveis por promover verdadeiras revoluções em curso dentro ou fora do feminismo, para alguns/algumas: o maior movimento social do último século. Tendo emergido com mais força no Brasil no contexto da ditadura civil-militar, hoje ainda segue feminizando o mundo em um contexto de exceção, com a implosão da chamada Primavera das Mulheres e de acontecimentos recentes que colocam lutas históricas sob tensão. Nesse sentido, esta comunicação visa problematizar o feminismo – entendido enquanto movimento plural – como uma chave de escape da lógica biopolítica, marcada pelo controle de vidas e corpos pelo poder, e que como potência revolucionária, desloca subjetividades e tece novos devires. Abrindo frestas na trajetória do movimento feminista no Estado da Paraíba, veremos a emergência de seus primeiros grupos e em especial da Cunhã Coletivo Feminista, fundada em 1990. Costuramos histórias de vida, numa relação próxima entre uma história que se fez e que está sendo feita, e a memória.

Veja o artigo completo: PDF