Resumo Trabalho

CINEMA E IDENTIDADES: ALMODÓVAR E A DESCONSTRUÇÃO DAS RELAÇÕES DE GÊNERO.

RAFAEL DE SOUZA MENDONCA, JOSÉ NIKÁCIO JÚNIOR LOPES VIEIRA, SAMARA MONTEIRO DOS SANTOS, SIDNEY FABIO DA NOBREGA MEDEIROS JUNIOR

Resumo: O cinema compreendido enquanto ferramenta midiática é capaz de modificar as formas como compreendemos e difundimos os processos de aprendizados sociais. Em relação ao gênero, admite-se que diante da pluralidade de identidades e de práticas amorosas, as dicotomias homem/mulher, heterossexual/homossexual não conseguem abarcar as diversas possibilidades de viver os gêneros e as sexualidades. Buscando problematizar questões e fatos sociais relacionados a esta temática, o objetivo desse artigo é analisar como a produção fílmica do cineasta espanhol, Pedro Almodóvar, contribui para a desconstrução simbólica das questões de gênero. A metodologia de pesquisa utilizada consiste na documentação indireta, priorizando uma abordagem de viés qualitativo. A pesquisa de levantamento bibliográfico, transdisciplinar, busca investigar as relações de gênero, sobretudo acerca das transexuais e transgeneros. Por sua vez, a pesquisa documental baseia-se na análise de alguns filmes de Almodóvar, que demonstram-se sensíveis e compromissados com a superação da categorização das “sexualidades desviantes” como mostro ou abjeto. Trata-se de um estudo autêntico e importante para conscientização social sobre a necessidade de se efetivar, através do cinema e outras ferramentas, uma cultura pautada no respeito e valorização das diferenças.

Veja o artigo completo: PDF