Resumo Trabalho

DISCUTINDO GÊNERO E “PRIMEIRO-DAMISMO”

Autor(es): DAYANNY DEYSE LEITE RODRIGUES

Discussões relacionadas às questões de gênero se fazem cada dia mais necessárias, de forma paradoxal, em meio a uma sociedade conservadora que tanto “temor” possui a respeito da temática. Diversos temas de persquisas acadêmicas podem se debruçar sobre as discussões de gênero para melhor compreender sua dinâmica na esfera social, a exemplo da temática “mulher e política partidária”. No entanto, esse campo de pesquisa é muito vasto, sendo necessário a realização de recortes para melhor analisar tal fenómeno. Uma infinide de grupos de mulheres particpam do campo político de diferentes formas. Assim, nossa proposta tomará como recorte as primeiras-damas, entendidas enquanto uma figura social construída em meio aos emaranhados do jogo político e das relações de gênero. Assim, o trabalho tem como anseio discutir a constituição social do papel de primeira-dama na sociedade brasileira e sua relação com as questões de gênero, bem como pontuar algumas possibilidades de repensarmos e “desconstruírmos” alguns pressupostos essencialistas de “mulher”. O estudo foi desenvolvido sob a perspectiva da História Política dita “Renovada” e dos Estudos de Gênero”. Como resultado, pontua-se a correlação existente entre os anceios do Estado Brasileiro em se manter a parte dos problemas sociais sem perder o controle do mesmo, e a utilização dos estgmas dos papéis de gênero na construção do modelo de primeiria-dama. Um paradoxo fica visível: Essa oportunidade possibilitou a atuação de muitas mulheres na espera pública, inclusive no campo político. Na contramão, alguns estereótipos, bem como visões essencialistas da “mulher” foram reafirmadas.

Veja o artigo completo: PDF