Resumo Trabalho

AS DIFERENÇAS DE GÊNERO NA EDUCAÇÃO FÍSICA

PAULO SEVERINO DA SILVA, JULIANA NEGRELLO ROSSAROLLA, LÍVIA CATARINA MATOSO DOS SANTOS TELLES

Embora a Educação Física Escolar tenha passado por importantes discussões que possibilitaram sua consolidação enquanto componente curricular não sexista, é possível observar que as questões de gênero ainda necessitam ser discutidas, tendo em vista que ocorre um processo de hierarquização entre os gêneros advindo das relações de poder que se estabelecem em diferentes momentos das aulas de Educação Física, como na forma em que o professor organiza os conteúdos e estabelece assim sua prática discursiva. Partindo desta análise, este artigo tem como propósito realizar uma revisão bibliográfica que permita a apropriação dos conhecimentos já produzidos e disseminados em livros, periódicos, artigos científicos, entre outros, para entender como aconteceu a construção história das relações de poder na sociedade e na Educação Física. Os resultados encontrados apontam que é fundamental que o professor e a professora de Educação Física aprofundem conhecimentos sobre as relações de gênero, em que possam aprimorar suas percepções para compreenderem as relações de poder e seus diferentes efeitos, como os conflitos de gênero verificados nas aulas. Os professores devem ser capazes de promover atividades que permitam que alunos e alunas estejam integrados e construir uma consciência que seus alunos fazem parte, assim como ele próprio, de uma rede de poder estabelecida na sociedade.

Veja o artigo completo: PDF