Resumo Trabalho

A OPRESSÃO SOFRIDA PELA PERSONAGEM SIBYL VANE NA OBRA O RETRATO DE DORIAN GRAY

LEANDRO RODRIGUES TORRES

Por muito tempo, o comportamento feminino vem sendo estudado dentro das sociedades. De forma sincrônica e anacrônica, a mulher é analisada e questionada em diferentes aspectos (psicológico, social, físico, histórico, linguístico). Através de estudos relativamente recentes, buscou-se saber quais os papéis ocupados por elas dentro da sociedade e o porquê de desempenharem funções que, de forma hierárquica, são consideradas inferiores as que são exercidas por homens. É fato afirmar que os questionamentos são mais antigos que as alterações na estrutura social. No império britânico, século XIX, as mulheres já refletiam sobre suas condições de submissão e reivindicavam mudanças através da literatura e outras formas de expressão, mas foi na década de 1960 que essas alterações se efetivaram e o movimento ganhou ainda mais força. Dessa forma, esse trabalho busca investigar se a personagem Sibyl Vane sofre repressão na obra O retrato de Dorian Gray. A análise foi feita levando em consideração o modo de tratamento a que a mulher era submetida no período vitoriano. Essa pesquisa é fundamentada nas contribuições de Woolf (1997), Lopes (1986) e Abrams (2001) que dissertaram sobre a situação do sujeito feminino britânico do século XIX e XX. Foi possível constatar que existe o sufocamento feminino da personagem Sibyl que tem sua personalidade oprimida pela sociedade da época vitoriana.

Veja o artigo completo: PDF