Resumo Trabalho

INCIDÊNCIA DA SÍNDROME APNÉIA OBSTRUTIVA DO SONO EM IDOSOS HIPERTENSOS DA CIDADE DE JACAREZINHO

BRUNA PRADO GOMES, ANDERSON DA SILVA HONORATO e orientado por DENÍLSON DE CASTRO TEIXEIRA e orientado por DENÍLSON DE CASTRO TEIXEIRA

A Síndrome Apnéia Obstrutiva do Sono (SAOS) é caracterizada por: episódios repetidos de obstrução parcial ou completa das vias aéreas superiores, durante o sono. A hipóxia, como resultado da síndrome gera: hipertensão sistêmica pulmonar, sonolência diurna excessiva, dificuldade de memorização, irritabilidade, depressão, diminuição da libido, dor de cabeça e aumento nos acidentes de trabalho e automobilísticos. A SAOS induz uma série de alterações fisiopatológicas que aumentam o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, que pode causar: insuficiência cardíaca congestiva, arritmias cardíacas, doença arterial coronária, acidente vascular cerebral, hipertensão arterial sistêmica (HAS) ou índice de massa corporal (IMC) acima do normal, estes dois últimos podem ser indicativos da síndrome. O objetivo deste trabalho foi verificar o índice de risco da Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono em idosos hipertensos e obesos de clínicas médicas da cidade de Jacarezinho/PR, por meio do Questionário de Berlim. Foram avaliados 38 pacientes hipertensos, com idade ente 61 a 79 anos, de ambos os sexos, de clínicas da cidade de Jacarezinho-PR. Na avaliação observou-se que existe uma associação com significância da síndrome sono com o IMC, pois em todas as categorias do IMC os indivíduos apresentaram alto risco em ter/desenvolver a SAOS, os categorizados que obtiveram maiores percentuais foram os sobrepesos (90%) e os obesos grau I (86%). A partir da pesquisa, podemos concluir que existe um número grande de pessoas com HAS e com o IMC acima do considerado “normal” que são consideradas de “alto risco” para apresentar a SAOS segundo o questionário aplicado, porém para afirmação da existência da doença seria necessário realizar a polissonografia para confirmar o resultado.

Veja o artigo completo: PDF