Resumo Trabalho

RISCO DE QUEDAS EM IDOSOS: UMA ABORDAGEM EM DIFERENTES AMBIENTES

MARIA KARULINE ANDRADE E SILVA, THACIANE MARIA FERREIRA DE SOUZA, IRISLÂNDIA DE OLIVEIRA BATISTA, LEANDRO NONATO DA SILVA SANTOS e orientado por GILIARA CAROL DINIZ DE LUNA GURGEL e orientado por GILIARA CAROL DINIZ DE LUNA GURGEL

A queda pode ser definida como um deslocamento sem intenção do corpo para um nível inferior à sua posição inicial que, por alguma função mal executada, compromete a estabilidade causando deterioração funcional, hospitalização, utilização dos serviços de saúde e institucionalização. Trata-se de um estudo descritivo do tipo relato de experiência realizado em uma Instituição de Longa Permanência (ILP) e em um condomínio fechado localizado no município de Cajazeiras – PB. No condomínio visitado foi perceptível que, durante a construção do mesmo, foram arquitetados meios de prevenção de acidentes nos domicílios, uma vez que o condomínio foi construído voltado para as necessidades dos idosos. Nos idosos residentes no condomínio, alguns relataram quedas, porém na análise das casas, foram encontrados alguns objetos que podem favorecer os episódios de quedas, como presença de tapetes e muitos objetos soltos no interior dos cômodos. As quedas podem ser evitadas desde que haja atenção para os fatores de riscos que as predispõem, com objetivo de minimizar o acontecimento desse evento, que afeta diretamente a capacidade funcional dos idosos, e proporcionar um envelhecimento saudável. Sendo assim, deve-se trabalhar ações educativas, não só com os idosos, mas de uma maneira geral com toda equipe que atua prestando cuidado a estes, buscando trabalhar em cima dos fatores intrínsecos e extrínsecos, que ainda são desconhecidos por alguns.

Veja o artigo completo: PDF