Resumo Trabalho

PILATES SOLO NA PERSPECTIVA DE PESSOAS IDOSAS DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA/PB

TACIANA MARIA BEZERRA DE ARAÚJO, ROSINALDO CARDOSO DOS SANTOS, THAIS THUANNE DE OLIVEIRA SANTANA , HAYANNE VIEGAS PEREIRA e orientado por FABIANA GOÉS BARBOSA DE FREITAS e orientado por FABIANA GOÉS BARBOSA DE FREITAS

As pessoas idosas encontram no Pilates um espaço seguro e eficiente para a exploração e a restauração de movimentos que nunca antes julgariam capazes de executar. Assim, o presente estudo teve como objetivo relatar as percepções de idosos sobre o método pilates após a aplicabilidade no projeto de extensão “Pilates solo na Comunidade com a melhor idade”, Tratou-se de estudo do tipo Pesquisa-Ação de campo com análise qualitativa dos dados. A amostra foi do tipo não-probabilístico, selecionada por conveniência; composta por dez idosas voluntárias, seguindo critérios de inclusão e exclusão. O instrumento utilizado para coletar os dados foi um roteiro de entrevista elaborado com os questionamentos de interesse. Os dados coletados foram analisados qualitativamente através da análise de conteúdo proposto por Bardin. Após a análise, inferência e interpretação dos dados encontraram-se as seguintes categorias percebidas pelas voluntárias do estudo com a prática do pilates solo: (1) Benefícios; (2) Alterações no bem-estar geral; (3) Alterações no fazer cotidiano. Compreende-se que as idosas deste estudo obtiveram mudanças em sua prática da atividade do cotidiano e pode estar relacionado ao fato de que o método pilates praticado proporcionou a flexibilidade exigida nos movimentos com maior autonomia e segurança. Os resultados obtidos neste estudo permitiram uma visão e compreensão por parte das pessoas idosas voltada ao pilates solo como proposta para envelhecer ativamente. O Pilates se faz necessário e auxilia na manutenção do bem estar, contribuindo para o envelhecimento ativo, uma vez que melhora postura e flexibilidade, levando as pessoas idosas deste estudo a uma situação de maior disposição e menos dor, e consequentemente, melhora no equilíbrio e independência funcional, aumentando assim a qualidade de vida, além de influenciar positivamente nos aspectos psicossociais.

Veja o artigo completo: PDF